quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Liberdade é poder ler dois livros em 30h

A coisa mais positiva em acabar de escrever uma dissertação que levou mais de um ano pra ficar pronta é o retorno da liberdade de desfrutar do tempo como bem desejar. E o mais importante, sem culpa. Porque eu não vou mentir dizendo que passei um ano inteiro dedicada exclusivamente a isso (deveria, afinal a tarefa foi dificil: escrever 100 paginas sobre um assunto so, nos seus menores detalhes, em francês). Quando não trabalhava de baba, às vezes em vez de estudar eu tirava alguns dias de folga, mas sempre me sentia culpada. Era um prazer com culpa, como quando eu devoro uma barra de chocolate inteira. Sem falar nas inumeras vezes em que eu tirava o dia pra escrever e não conseguia rascunhar uma linha util que fosse e acabava perdendo o dia - nem estudava, nem me divertia. Desprazer com culpa, o pior tipo.

Dai essa semana, com o fim do estagio, uma mãe pediu pra eu tomar conta de um bebê, so durante 4 dias e eu aceitei, claro. Alias, não consigo recusar trabalho nunca, deve ser patologico. Fato inédito na minha carreira de baba: tomar conta de um bebezinho so, que moleza! Dai nas varias horas que ele dormia eu fiquei mortalmente entediada e fui procurar um livro na estante. Achei uma autora que ja tinha visto no Grand Journal, Amélie Nothomb, e tudo que eu lembrava era que ela disse que gastava todo seu dinheiro com champagne. Gostei do jeito irreverente, peguei o livro pra ler. Le fait du prince, livro legal, facil de ler, simples, intrigante. Esperava mais, mas achei que deveria dar outra chance à Nothomb.

Peguei Métaphysique des tubes e ja na primeira pagina senti que estava diante de algo especial. O livro é simplesmente FANTASTICO. Ele entrou na minha escala pessoal do lado de Cem anos de solidão, e olha, é a mais alta patente! O mais incrivel de tudo é o assunto da obra: uma autobiografia da autora de quando ela tinha de 0 à 3 anos.

Ainda estou sob estado de choque, gostei demais das ideias, do jeito dela de contar historias, do humor, da verdade simples das suas palavras. O que me anima ainda mais é que ela ganhou alguns prêmios literarios, mas nenhum com Métaphysique, o que significa que provavelmente os outros são ainda mais brilhantes! Alguns livros foram traduzidos pro português, apesar de pouco conhecidos. Recomendo muito: leiam. Quem fala francês e esta na França, é obrigatoria uma leitura de Métaphysique, heim? Depois me falem o que acharam.

16 comentários:

Helena disse...

Bah, eu também sou uma fã da Amélie. Leia sem falta Stupeur et tremblements e Hygiène de l’assassin. Os dois são muito especiais. Volta e meia, depois de muito tempo que li os dois, me vem alguma cena dos livros na cabeça. É realmente marcante.

Mariana disse...

Amanda, parabéns pelo fim da redação do mémoire!!! um dia eu também chego la!! (tecnicamente daqui a cinco dias!).. e entendo perfeitamente quando vc fala do "prazer com culpa" e também do "desprazer com culpa"...
vida de mestrando é assim mesmo, não adianta! bon courage na sua soutenance!!! bjus!

Maíra disse...

Amanda, também amo a Amélie, acho genial! E o mais estranho é que eu nunca tinha ouvido falar dela antes de vir morar na França, ainda que ela tenha sido traduzida lá na nossa terra...

Mas, assim, tenho que discordar que Métaphysique está no mesmo nível que Cem Anos de Solidão, porque este, pra mim, é o livro mais foda foda foda que existe, com o perdão do triplo foda. Amélie é boa, mas não é o Gabo :-)

E se tiver de bobeira qualquer dia desses, vamos passear por aí!

beijos

Caso me esqueçam disse...

é incrivel: quem leu cem anos de solidão, pôs o livro entre os melhores (se não sendo O melhor!).

e, meu deus! a cada segundo soh aumenta minha necessidade de saber (falar, escrever, ler) francês. amanda, presta atenção, esse é um momento muito importante: fica aqui registrado que um dia eu vou ler esse livro e um dia vou te contar o que achei. TAH REGISTRADO, hein! gah! mais uma coisa que vai fazer eu me forçar a aprender essa lingua. =~

//

ah, e pois é: quando vamos nos conhecer? acho que, como a senhorita (senhora) me parece muito ocupada pra vir até lyon, acho que sou que tenho que me deslocar. o problema é que a forma mais simples que vejo disso acontecer, é quando camilo tiver a trabalho em paris numa sexta (ou quinta), ai eu poderia pegar o fim de semana com ele ai. dessa forma a empresa paga a passagem dele hoho fica mais facil, porque agora tah dificil, financeiramente falando. =~

preciso faxinar mais...

Caso me esqueçam disse...

sim, mas como é, terminasse o mestrado? queria umas informações especificas sobre isso depois... te mando um email. a proposito, me manda teu email! pelo blog, orkut, sei la...

asnalfa disse...

Detesto "cem anos de solidão". Prefiro a literatura da lingua inglesa, como Roth, Steinbeck, Virginia Woolf e alguns da literatura japonesa.
Mas me identifiquei sobre o tema "culpa e prazer". As vezes eu escriva páginas de monografia e meu orietador detestava. Tinha que refazer do zero! Acabava perdendo o dia!

Aline Mariane disse...

Nossa!! Ontem li sobre essa autora!! Nao faria a relaçao se nao fosse o sobrenome, que me pareceu estranho... Nunca tinha ouvido falar e agora duas vezes!!! So pode ser um sinal de que eu DEVO ler...

destinoparis disse...

oi amanda,
tudo bem?

importei a dica do livro. agora é também minha. vou chercher livros dela, mas esse "métaphisique des tubes", me interessou muito.
lembra quando te perguntei dos estudos e tal, e num sabia nem explicar direito? agora organizou-se na minha cabeça.
a idéia é fazer cursos de pequena duração, e aí juntar tudo numa só idéia.
[acho que ainda tá meio confuso, mas tudo bem].
legal, até mais!

Amanda disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Amanda disse...

Asnalfa sempre do contra! Ahahahaha! Olha, vou te confessar que nunca li Virginia Woolf, tem algum livro pra recomendar? E nem os japoneses, queria experimentar.

Aline, deve ser um sinal sim! Ela parece meio bruxa, que nem a Clarice Lispector, sabe? Então, vc ta voltando pra Paris??

Destino, leia sim! Vc vai gostar. Quanto a fazer varios cursinhos, vc tem que tomar cuidado com o visto, que parece ser bem complicado.

bel butcher disse...

Então quer dizer que você terminou... se inveja matasse não estaria aqui escrevendo. Parabéns! Sim, claro, para mim esse dia também vai chegar. E também vai chegar o dia da defesa. E estaremos livres. Ou seria vazias? bom, no teu caso, não porque você terá o M2 para fazer, mas eu já comecei nele... mas acho que vou inventar outro M2 ou novo M1 para fazer. Eu adoro sofrer!

:-)
Parabéns mesmo! Isso me dá forças para continuar!

Samya Peruchi disse...

Olá Amanda!Primeira vez que entro no seu blog..e já gostei... vi algumas coisas e achei bem legal..ps: adorei o comentario sobre as ferias de verao... "como se alguém tivesse achado que todo esse prazer junto era demais" rs..
Ah, parabéns pelo mestrado...vi mtos amigos passar pelo perrengue!é fueda!!
Bem...uma amiga me indicou seu blog, disse que era bem bacana e que como eu estou indo p frança no fim do ano era obrigatório dar uma passada. =D
Bem...espero a partir daqui fazer um aquecimento p dezembro (qndo viajo)...e ainda pegar umas dicas. =D

Abraços,
Samya

Samya Peruchi disse...

Pois é! To preocupada com o inverno. rss, vou comprar uns dois casacos por aqui e o restante por ae quando rolar aquelas liguidações de natal.
Eu chego em dezembro e vou direto p Cour-Cheverny, fica em Blois, vou fazer um estagio em La borde. Depois vou tentar alugar um quarto em paris em republica ou coisa do tipo arrumar um trampo p janeiro e fevereiro. volto p o braisil dia 06 de março. Mas se tudo der certo volto em 2010 p um mestrado ou coisa do tipo.
=D

Cris disse...

PARABÉNS, MELHOR Q QQ COISA É ACABAR! UFA... HEHE

LIBERDADE É LER QQ COISA, A HORA Q VC QUISER, SEM CULPA ;)

BJ

Charlotte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bruno R.Ramos disse...

Oi Amanda,
Adorei a sua crônica. Principalmente, pelo talhe pessoal do discurso e pelas informações que catalizamos da sua experiência como jornalista em um país distante do nosso (Brasil). Com certeza, uma aprazível leitura.
Queria, por isso, convidá-la para participar do nosso livro (antologia), "Livre Pensar Literário". Se nos honrar com sua participação, ficaremos muito feliz.
Meu e-mail de contato é brunoteenager@gmail.com
Minha página na web é http://www.novacoletanea.blogspot.com

Saudações literárias

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...