quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Você tem fome de que?

Eu ja tinha percebido que alguns botões ficaram mais dificeis de fechar, que umas celulites apareceram e que minhas coxas estavam mais volumosas. Cheri pior ainda, passou duas semanas na casa dos pais no sul da França (enquanto eu fazia meu estagio) e voltou com alguns quilos extras. Ele disse que uma vez contou mais ou menos as calorias de uma refeição e chegou a incrivel marca de 6 mil! Resultado, decidimos fazer uma dieta essa semana.

Essa é a primeira vez que faço dieta e olha, vai ser a ultima. Hoje corri mais de meia hora, fiz abdominais e quando chega a hora da recompensa: sopa com vagem??? E o pior: sem sobremesa?! Ah, não, assim não da pra ser feliz. Começamos no domingo (com uma grande despedida no dia anterior, diga-se de passagem) e a principio era pra segurar até sabado à noite, mas ja antecipamos o fim da tortura para sexta. De manhã. Fiquei de mal-humor a semana toda, sem disposição e com uma fome permanente. Dai me revoltei! Agora são minhas (quase) férias e não é justo fazer regime nas férias. Exijo minhas 6 mil calorias!

Olha, eu prefiro me matar de correr do que me privar de comer bem. Não foi sempre assim, na verdade quando eu era criança a hora de comer era um tormento. Não era chatinha não, eu não comia mesmo, nem legumes e arroz com feijão, nem batata-frita e sorvete. Eu simplesmente detestava comer. Todo mundo que me conheceu criança tem uma historia interessante pra contar em relação à comida. Vai desde "eu passei horas tentando te fazer comer" até "eu assisti você colocar uma gema de ovo inteira na boca e ficar com ela sem engolir até escorrer pelo canto da boca". As vezes encontro com alguma vizinha da época que me pergunta se eu ja como direitinho. Sim, vizinha, agora eu como até demais! Culpa do cheri.

Até eu conhecer o cheri na Australia, a hora da comida era um suplicio. Morando sozinha então, vivia a base de sucrilhos. Uma coisa interessante: eu e o cheri moramos na mesma casa desde o primeiro dia que nos encontramos, pois estavamos hospedados num albergue no meio do mato, onde ficamos dois meses trabalhando na agricultura. Dai ele deve ter visto minha cozinha mediocre, ficou com do no coração e se mobilizou pra cozinhar pra mim. Foi uma revelação! Comer não era tão ruim assim! Alias, era até muito bom! Peguei gosto pela coisa. Devo ter um paladar europeu mesmo, porque a comida brasileira não me atrai mais, ou melhor nunca me atraiu. E o que ele fez depois? Me trouxe pra França, antro da perdição gastronômica! Queijos, croissants, doces, muita manteiga! Foi um mundo novo que se abriu pra mim.

E para não precisar me privar disso tudo de novo, vou tratar de reforçar o exercicio fisico ou então vou me deixar de vez e assumir esse novo espirito gourmand que descobri tão recentemente. E engordar feliz.

15 comentários:

Margareth Travassos disse...

Ola, Amanda!

Meu caso è um pouco parecido com o seu, so que mais dramatico.

Antes de vir para a França passei por um periodo dificil, resultado -um transtorno alimentar, algo parecido com a anorexia. Nao me achava gorda, nem deixava de comer propositalmente. Simplesmente passava semanas inteiras sem comer uma so frutinha. Cheguei a pesar 37quilos!

Bem, por incrivel que pareça, nesse mesmo periodo, comecei a jogar rugby. E foi assim que conheci o meu chéri.

Viemos para a Paris. Parei com o esporte e mudei muito minha alimentaçao. E nesses dezenove meses em que estou aqui, engordei tanto que atingi um peso que nuca havia tido antes, tudo bem, nao é muito, mas nao me pertence.

Estou tentando uma dieta, mas confesso, nao sou muito disciplinada.

Depois conto os resultados. Boa sorte pra nos!

Margareth Travassos disse...

Por mais que corrija sempre passa um errinho - ça m'énerve!

Leonardo disse...

Será que se eu for morar na França eu ganho peso? Comer sempre foi uma tortura pra mim! Tenho semi-inveja de quem tem que correr quilômetros pra queimar calorias...

Caso me esqueçam disse...

acho tão engraçado como muitas coisas que você fala sobre a sua vida parecem ser sobre a minha! nesse post:

"Eu ja tinha percebido que alguns botões ficaram mais dificeis de fechar, que umas celulites apareceram e que minhas coxas estavam mais volumosas" ou

"Olha, eu prefiro me matar de correr do que me privar de comer bem". e ainda, o mais engraçado,

"eu e o cheri moramos na mesma casa desde o primeiro dia que nos encontramos" Oo

fico pasma! bom, mas eu não tinha muitos problemas pra comer quando era pequena. e alias, eu comia muito bem! soh não aceitava DE MANEIRA ALGUMA cebola. blergh. "mas ai eu conheci camilo..." hehehe camilo me fez gostar de pimentao, cebola, picles e outras coisas que esqueci. soh falta ele me convencer a comer gema crua (ele tenta), mas isso ai eu acho dificil. aergh!

pois bem, fico pensando "se agora que eh verao, eu tou engordando assim, quando chegar o inverno, eu tou fudida". =~

socorro.

Luci disse...

poooooooxa, tu deveria vir! a aline do "saopauloparisdakar" tah vindo no começo de outubro. vocês (se tu vier com teu cheri) poderiam ficar la em casa e tal. :)

asnalfa disse...

Uma vez vi uma reportagem aqui no Brasil mesmo, de uma francesa dando truques pra ser magra na França: jamais comer carne e dar beslicadas em comidas durante todo o dia sem encher o estoamgo. Ela falou pra gente abusar de frutas, principalmente as vermelhas e as mais ácidas. E disse que um pedacinho de pao e de queijo todos os dias tb faz bem. Ela tb disse que a gente jamais deve forrar o estomago, devemos sempre comer e terminar antes de sentirmos saciados. Ela disse que a arquitetura de Paris tb ajudava a modelar o corpo, pq era cheia de escadas!!!
E se quiser comer carne, de preferencia que seja peixe e que seja preparado no vapor ou assado sem manteiga.

Aline Mariane disse...

Pois tem varias coisas que eu nem experimento em Paris. Aqueles doces maravilhosos das vitrines das confeitarias, varias bolachas e tortas do supermercado... ja deu pra ver que adoro doces, né?
Mas tenho paladar mineiro. Nem francês, nem senegalês! E prefiro parar de comer que correr, hehehe

PS: to em Paris a partir de domingo e até final de novembro. E devo ir à Lyon pelo menos duas vezes nesse tempo. To dentro dum encontro de blogs nessas duas cidades!! Bjss!

Amanda disse...

Margareth, nossa, 37 kg é muito pouco mesmo! Ainda bem que vc conseguiu passar por essa fase e de quebra ainda ganhou um cheri!
Eu, apesar de não comer, nunca tive nem anemia, sabe-se la porque! Vivia a base de mingau de farinha lactea.

Leo, eu era igualzinha a vc! Tinha inveja da cumplicidade que minhas amigas tinham em tentar emagrecer. Eu tentava engordar pra poder tentar emagrecer junto com elas, é mole?

Luci, ja respondi no seu blog, mas essa ultima frase disse tudo: se estou assim o verão, imagina n inverno, que as prateleras se enchem de chocolate?!

Amanda disse...

Asnalfa, é verdade que os franceses comem de tudo! E não engordam pq comem sempre pequenas quantidades. Eu não consigo mais fazer isso! Se gosto de uma coisa quero comer uma tonelada dela! Mas de tudo o que vc falou, a parte da carne é a mais dificil pra mim. Não consigo viver sem minha carninha (agora adotei o estilo frances: beeeem sangrenta). Queria parar de comer por uma questao ideologica, mas não da ainda.

Aline, eu tbm adoro essas patisseries! Tbm sou mais dos doces do que dos salgados. Mas eu provo tudo! Depois quase choro pra ir correr...

Vamos ver se a gente faz esse encontro sim! Quero conhecer todo mundo!

Bel Butcher disse...

Agora, adicione a essas maravilhas francesas, um mestrado, trancafiada em algum lugar... Se esse mestrado não sair a forcepes, quem não vai conseguir sair da porta de casa sou eu!

Rosa Lopes disse...

Pois veja, foi na França q emagreci, que saudades do meu peso de 6 anos atrás, essa coisa do peso que não te pertence existe mesmo. Eu sempre fui magra, e agora apesar de todos acharem q estou bem...não tem clima. Passar do P para o M e pensar q posso chegar ao G me tem em pánico. Em Paris eu tinha um marido q passava o dia na rua cuidando da vida e quem cuidava de todo o resto era eu, sempre caminhando. Aqui, tudo está longe não dá pra descer e comprar o pão todos os dias, o tempo que se perde é terrível, e não acho seguro, além dos parques se resumem a 1 e muito pobrinho, resultado, quilos muitos quilo q v~ao e voltam. E ainda tem o fator idade, depois dos 30 amiga, parece que fica socado e pra sair...aff!!!

mãe disse...

Amanda, só eu sei o que sofri pra colocar algum alimento nessa barriga, além da farinha lactea. Após nadar mais de 3h seguidas, num treino fortíssimo, saía da piscina todos os dias dizendo: hj eu não quero jantar não!!!
Bem, mas de uma coisa eu tinha orgulho: vc nunca comia (isto quando comia) além do necessário e que não tinha "puxado" a mim, em comer tudo que aparece pela frente e agora vem me dizer que come toneladas??? Ai meu Deus!!!
Paris e suas boulangeries, e suas baguetes, seus croissantes, queijos e torteletes...
o resultado disso tudo são os "Vigilantes do Peso" que agora estão na minha cola. "É a treva!!!"
Quanto as outras meninas, não deixe o P passar pra M e muito menos pra G. Quando os quilinhos se instalarem, haja corrida...

paulamaria disse...

Se vc vier de novo pro Brasil - mesmo pra visitar - eu prometo que te levo em lugares pra comer e também faço pra vc comer. Porque comida brazuca é bom demais!

beijocas

gigi disse...

Amanda, vem pra Gym Suedoise !! Ja carreguei duas comigo, so falta você !
E depois daqueles bolinhos....uuummm...haja gym !

Beijos!

Anônimo disse...

[url=http://firgonbares.net/][img]http://firgonbares.net/img-add/euro2.jpg[/img][/url]
[b]cheap software license, [url=http://firgonbares.net/]free software of adobe photoshop[/url]
[url=http://firgonbares.net/][/url] cheap discount software purchase express software
free adobe software for students [url=http://firgonbares.net/]adobe photoshop 6 software[/url] academic price software
[url=http://firgonbares.net/]windows vista software for sale[/url] order computer software
[url=http://firgonbares.net/]is cheap software[/url] software store australia
adobe software suppliers [url=http://firgonbares.net/]online software sales[/b]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...