quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Top 10 - comidas francesas

10- Patisserie
Patisserie é o nome francês para doces. Olha, isso os franceses sabem fazer bem. Tartelettes, macarons, éclairs, fondants au chocolat e mesmo os biscoitos que a gente compra no supermercado (que nao sao patisserie, mas sao quase) sao excelentes! Tudo bem que no Brasil temos sobremesas muito boas também, mas a diferença é que aqui elas nao sao tao doces como as nossas. Acho que da pra sentir mais o gosto das coisas assim, com menos açucar. As padaria sao repletas de docinhos sofisticados como esses e so de olhar a vitrine ja da agua na boca.

9- Ostras
Se o nosso natal é marcado por um grande peru em cima da mesa, para muitas familias francesas, natal é sinomino de ostras. Estranho, né? Eu nunca provei, nem quando fui passar o natal com a familia do cheri. Juro que tentei, mas achei meio nojento ver a ostra se mexendo (temos que dar uma cutucada nela antes de comer pra ver se ela esta viva, pois se as comermos mortas corremos um grande risco de intoxicaçao alimentar). Tenho até uma foto fingindo comer uma ostra, foi o mais perto que consegui chegar.

8- Charcuterie
Charcuterie é o nosso equivalente a frios. Aqui na França existem varios tipos, de varias regioes diferentes. Ela foi criada quando nao existia refrigeraçao e a carne era conservada no sal. Geralmente é feita de porco, mas pode variar. Os franceses geralmente adoram charcuterie, mas de boa qualidade. Os saucissons podem ser bem caros!

7- Raclete
Esse é um prato sinômino de inverno. Hipercalorico e gorduroso, é uma delicia! Existe um aparelho especial para fazer a raclete, com varios mini-recipientes para derreter o queijo e uma chapa em cima para esquentar a charcuterie. Eh assim: a gente assa varias batatas com casca e tudo e depois joga queijo (do tipo raclete) e charcuterie por cima. O legal é que é uma refeiçao social, tipo o fondue, pois vamos colocando as coisas pra esquentar devagarinho. No final, quando a gente se da conta, percebemos que ja comemos a mesma quantidade de queijo que comeriamos em uma semana!

6- Tartine
Tartine é uma coisa bem simples e bem francesa, que eu adotei e amo de paixao. Consiste apenas em passar manteiga salgada no pao e depois jogar geléia por cima. Hummm! Ta certo que geralmente sao as crianças que comem para o café da manha ou lanche, mas eu nem ligo e como também. A tartine é tipo uma entidade francesa. Estou lendo um livro do século 19 e eles ja falavam delas naquela época.

5- Couscous
Tudo bem que o cuscus nao é exatamente francês, é marroquino. Mas tem tanto por aqui que para mim faz parte da culinaria local. Ao contrario do que os brasileiros podem pensar, o cuscus nao é aquele bolinho de côco branquinho, mas é um prato salgado. Tem a sêmola de trigo, que parece um arroz bege e redondinho, os legumes (grao-de-bico, abobrinha, cenoura, entre outros) e as carnes (pode ser frango, ou carneiro, ou linguiça, ou provavelmente tudo isso junto). Existem varios restaurante especializados em cuscus e nao sao muito caros.

4- Carnes
Obvio que nao tem como comparar a carne de boi brasileira com a que a gente come na França. A nossa, além de muito mais barata, é mais gostosa. Mas em compensaçao os franceses têm o habito de variar bem mais nos tipos de carne. Enquanto a gente so come boi, frango e porco, eles comem também pato, carneiro, codorna, pombo, vitela, coelho e até cavalo. A carne de pato acho a mais saborosa, apesar de ser bem gordurosa. Gosto bastante da de cavalo também, essa sim quase nao tem gordura e parece ser bem saudavel. Mesmo que pareça um pouco estranho de inicio, vale a pena provar essa variedade de carnes.

3- Pao com queijo
Acho que eu poderia sobreviver em Paris so comendo pao com queijo. Pra começar, o pao é delicioso! Nas padarias tem muita variedade, da pra provar um em cada dia. So nao vale pedir pao francês, pois ele nao existe! Adoro apertar a baguete e escutar o barulhinho dela quebrando. E bom, os queijos, ah os queijos! Dizem que existe mais tipos de queijo francês do que dias do ano. Eu adoro! Quanto mais forte, melhor. Tudo bem que ainda nao provei uns com pelos que existem por ai, mas um dia ainda chego la! Acho que so nao fiz ainda porque eles sao carinhos. Normalmente os franceses terminam todas as refeiçoes com um pedacinho de pao com queijo.

2- Fois gras
Aproveite para criticar esse polêmico patê enquanto você ainda nao provou, porque depois a tarefa vai ficar muito mais dificil. Para quem nao sabe, o fois gras é feito com o figado doente do pato. Os criadores empurram comida guela abaixo para supercarregar o figado até ele nao aguentar mais. Sim, é uma crueldade, mas todo pedaço de carne que colocamos na boca também é uma crueldade. Qual a diferença entre um fois gras e um frango que viveu em um espaço minimo, dentro de uma "fabrica" de carnes? Pra mim é a mesma coisa. Entao, ou eu nao como carne nenhuma ou eu como todas. Como eu ainda nao sou um ser evoluido que nao precisa de carne para ser feliz, sim, eu como fois gras.

1- Cassoulet
Cassoulet é a feijoada francesa, mais especificamente, de Toulouse, no sul da França. Eh feita com feijao branco e carnes, e é deliciosa. Tem um gosto mais amanteigado do que o nosso e é comido sozinho, tipo, sem arroz ou qualquer acompanhamento. Eu quando como faço no estilo brasileiro e acrescento arroz, legumes e até uma farofinha, mas que fique claro que nao é o french style. Agora, o que vocês nao sabem, é que depois da eleiçao do Obama, o cassoulet é mundialmente conhecido! O que tem a ver? Um programa humoristico francês fez a façanha de segurar em plena NY comemorando a vitoria do presidente uma faixa gigante escrita cassoulet e ela passou na televisao. De uma hora pra outra, os americanos foram procurar que diabos era "cassoulet", uma organizaçao terrorista? Um xingamento em espanhol? Uma mensagem subliminar? A palavra foi até incluida no wikipedia naquela semana.

24 comentários:

Patrick disse...

Cassoulet! Lembro que quando eu viajei com meus pais pela França, acampando, era nossa melhor refeição "caseira" :-). Não podiamos passar num supermercado e deixar de comprar uma latinha.

Cris disse...

Hmmmmmmmm docinhos franceses!!! E os queijos?! Ai, ai...

asnalfa disse...

Vc esqueceu do ratatui.
Ja comeu carangueijo/siri e lagosta? É bom??
adorei o post!!!!!!!
Quero mais posts desse tipo. Quero que vc prepare alguma eceita e tire foto dela e poe aqui.
Adoro cuzcuz e esse docinhos ai.
Hum.... Quantos quilos vc ja engordou? Qual o numero da sua calça?
Hoje mesmo vou fazer uma Tartine pra saber se é bom mesmo. Depois te conto.

Neide disse...

Adoro cassoulet e os doces, mas os queijos ...não gosto não!!!
Abraços!

Suzana disse...

oi, amanda!
nossa, nem me fale nos pães e queijos... como eu tenho uma certa preguiça de fazer comida (e me falta um certo talento tb), volta e meia tô almoçando queijo. e daí que eu comecei a querer experimentar a variedade enoorme... quem disse que eu paro? provei poucos e sempre dos mais simples, visto que sou iniciante, mas ainda assim estou temendo pelo futuro das calças jeans ;)
beijos!

luci disse...

opa, sinto que esse post eu vou comentar a fundo!

- o mundo ao meu redor aqui na frança as vezes se parece com o mundo brasileiro. de repente, me dou conta que tou na frança quando passo por uma padaria/doceria. nossa, elas sao fantasticas. eh realmente toda uma cultura de doces. eu ja disse a camilo que se um dia eu quisesse abrir algum estabelecimento comercial na frança, com certeza seria um alimentar, restaurante, padaria, doceria ou diabo. esses locais aqui na frança lotam, eh impressionante! passava por uma padaria na minha rua e ela tava sempre cheia de doces, no final do dia, nao restava nenhum!

- "temos que dar uma cutucada nela antes de comer pra ver se ela esta viva, pois se as comermos mortas corremos um grande risco de intoxicaçao alimentar" eu preferia morrer de uma desinteria a ter que mastigar um bicho vivo, amanda! CRUZ CREDO! JAMAIS! que nojo!

- sabe que eu nao gosto dos saucissons? eh a unica coisa que eu nao como no apero. me desce tudo, mas saucissons tem um gosto de gordura, sei la, eca, nao gosto... como, mas nao gosto.

luci disse...

- raclette: a meelhoooooorr comida da frança! uuuhhh! maravilhosa! retiro o que eu disse no post passado aqui sobre o inverno. o inverno tem uma coisa boa (e soh uma): raclette! camilo fica impressionado com a quantidade de batata que eu enfio guela abaixo. outra coisa: a batata e a cenoura daqui sao perfeitas, velho!

- tartine: como nao sou muito fa de manteiga, prefiro comer soh a geleia com o pao hehehe molhada no leite vai otimo!

- quando eu era pequena, eu comia cuscuz com leite, acucar e coco. acho um nojo isso hoje em dia. depois dos 15 passei a comer com carne moida, frango, molho salgado etc. por isso achei o maximo quando cheguei aqui e vi que poderia comer algo que, mesmo de longe, se parece com o cuscuz que comia lah. eh relativamente facil de fazer e eh uma delicia. concordo: cuscuz eh quase um prato francês!

- no brasil eu comia carne todo dia, ainda que fosse sempre de vaca ou frango (acho que minha mae nunca fez porco, sabia?). na primeira casa que morei em lyon, a gente comia carne a vontade, mas nessa casa atual, eh beeem raro! gosto muito disso, a consciencia tah pesando. a gente vai comprar um congelador enorme e depois comprar uns 50kg de carne do pai de um cara que mora com a gente. o processo de cria dos animais na fazenda dele nao eh assim, repugnante. mas eu tou pensando seriamente em virar logo vegetariana. uma das meninas que mora com a gente eh e eu acho otimo! soh tenho que sentar um dia e pesar os sacrificios e beneficios que isso vai me trazer. afinal, eu adoro kebab hehehe (ô, mas sem pressoes, hein... nao eh nada certo) hihi

luci disse...

- "quanto mais forte, melhor". camilo ia adorar se lesse isso! ela fica impressionado como os latinos americanos gostam do queijo frances. penso a mesma coisa! eu odiava queijo no brasil, nunca comia, sabia? no maximo o queijo do reino, ainda assim, soh no natal... aqui eu fui provando, fazendo careta, mas depois de alguns dias, tava viciada. ai, vou sentir muita saudade no dia que eu for embora...

- fois grais: "ou eu nao como carne nenhuma ou eu como todas". êêê, finalmente eu vou ter que discordar de tu em alguma coisa! quer dizer, concordo que nao adianta muita coisa ser consciente no (na falta de) consumo de fois grais e depois botar pra fuder comendo as pobres vacas torturadas, mas o choque de saber que fois grais eh pato entupido de comida, me deixou em choque e eu jamais provei de novo a coisa. na verdade, nem foi dificil nao comer mais porque eu acho um nojo!eh como camarao. eu sou alergica, mas mesmo que nao fosse, nao comeria, eu acho a textura nojenta, o cheiro, a cor, tudo! AERGH! (eh por isso que eu queria ser vegetariana, pra nao ser hipocrita de dizer que nao como fois grais, mas que como frango!)

- hahahahaha ri muito com esse cartas! que ideia do caralho! hahaha bom, mas depois que eu descobri um supermercado portugues em lyon que vende feijao preto, meus dias de saudade de feijao acabaram! :D

luci disse...

como voce pode perceber, adorei o post :D

=*

luci disse...

"quando eu era pequena, eu comia cuscuz com leite, acucar e coco".

o acento de coco pode ser no primeiro ou no segundo O, ja que minha mae dizia que eu era ligada em cocô quando acordava. ela dizia que chegava no berço e tinha merda pra todo lado. eu era uma criança ativa. e faminta. e sebosa.

pronto, juro que nao comento mais :D

luci disse...

menti. o ultimo comentario eh esse. reli e tem um erro: "ri muito com esse cartas". com esse "cartaz" em NY. eh isso. :T

Aline Mariane disse...

Otimo post!! Deu fome, hmmm...
Tudo tao bom, né?!
Adoro charcuterie, é por isso que nao sou nem vegetariana, nem muçulmana, hehe.
Um dia ainda me torno um ser evoluido e paro de comer carne...

Amanda disse...

Patrick, aquelas latinhas de cassoulet são otimas! Nunca pensei que fosse gostar de feijão em lata, hehehe.

Cris, esse docinhos franceses são uma perdiçao mesmo!

Asnalfa sempre atento! Erro grave esquecer o ratatuille! Sera que esqueci de mais algum? Bom, eu ja comi siri ai no Brasil, mas lagosta nunca experimentei nao. Vc ja comeu? Quanto a eu fazer um receita, vai ficar dificil, viu? Sou péssima pra cozinhar! Aqui o dono da cozinha é o cheri!

Neide, vc não gosta dos queijos? Nem aqueles fraquinhos? Bom, mas na França tem tanta coisa gostosa pra comer que o queijo da pra passar despercebido.

Suzana, você é das minhas então! Se eu morasse sozinha com certeza so ia comer pão com queijo, hehe!

Amanda disse...

Luci, o negocio é abrir uma padaria dessas no Brasil! No Rio tem uma e faz o maior sucesso, não sei como não tem mais. A ostra é nojenta mesmo, tem muitos franceses que não gostam tbm. Parece uma gosma, eca!! O cuscus no Rio é um doce branquinho que a gente come com côco (com acento no primeiro O, hehehe) e leite condensado, é isso que vc comia?
Eu tbm comia carne todo dia! Fora os churrascos todo domingo. Aqui como bem menos e não sinto muita falta. Eu queria virar vegetariana tbm, mas não consigo. Gosto demais de carne e ja até adotei o estilo "ao ponto" francês que quer dizer superhiperultramega cru em português.

Aline, nao sou muito fã de charcuterie não, sabia? Concordo com a Luci: tem mt gosto de gordura! E às vezes nao suporto nem o cheiro.

Patrick disse...

O cuscuz é prato típico para nós, nordestinos. A origem é a mesma, o Magreb, que na época do início da colonização do Brasil era parcialmente ocupado pelos portugueses. É feito de farinha de milho com algum acompanhamento. O mais comum é leite. Mas também são populares o cuscuz com ovo frito ou carne de sol. Eu, pessoalmente, adoro o cuscuz misturado com feijão verde, uma delícia :-).

Aline Mariane disse...

Cuscus em Sao Paulo é tipo uma torta salgada de legumes, ovo, frango ou atum. O tal bolo doce que no Rio chama cuscus (hmm, adoro!), para os paulistas é pudim de tapioca.

XMaritoX disse...

Nossa, gosto de tudo! Pão com manteiga e geléia eu como desde sempre! O patê é uma delícia, se tiver um pouco de geleia de amora...o foda é que é mandacada demais o que fazem com o ganso, eu não como mais. Faço com figado de galinha beeeem temperado em casa.

Mariana disse...

concordo com quase tudo, menos o foie gras, (que não gostei) e a tartine, (que não me consquistou também). Qto às ostras fiquei surpresa! Não sabia que aqui so so comia crua! La em Floripa também se come ao bafo, gratinada, assada, com arroz...
Crua e viva eu também não encaro de jeito nenhum! Lagosta eu sou louca para experimentar aqui, la no Brasil ja comi e me apaixonei!
e qto à patisserie, acredita que ja comprei uma tartellete reciclada? Colocaram morangos novos e lindos por cima de umas framboesas velhas... fiquei desconfiada depois dessa..nem tudo que reluz é novo..!
hehhehe
bjuuus!

Marcelo Hagah disse...

Adorei a justificativa para o "foi gras". rá rá rá...

Marcelo Hagah
João Pessoa-PB

Sueli disse...

Olha sou uma prova viva de como é dificil criticar o foie gras depois de comer. No começo eu me recusava e ainda queria convencer JF de que não era legal comer aquilo, hoje eu adoro! So nao como muito porque aqui no brasil e carissimo e tb pq e muito gordo...como toda boa comida francesa. Diga-se de passagem, ja engordei 5 kilos desde que conheci o meu french boy

luciana disse...

Nossa, quase passei fome em Paris. Sei que todos adoram a cozinha francesa, mas eu simplesmente odiei.
Não consegui comer o tal fois gras. Simplesmente não desceu. Gosto muito do feijão com arroz e foi difícil o período que passei na frança. Ainda bem que praticamente todas as refeições vinha acompanhadas de pão (que realmente são ótimos). Tirando o pão e umas frutinhas que no brasil não há, não gostei de mais nada.

Adriana disse...

Como o Patrick disse, o cuzcuz, desde quando o conheci (isto é, desde que nasci), é salgado, feito de massa de milho!
Sim, como a península ibérica foi ocupada pelos árabes por séculos, os portugueses incorporaram o cuzcuz, e o trouxeram ao Brasil.
Queijos, queijos - ai, esse post me deu FOME!
Beijão!

Karine Ribas disse...

Apesar de eu saber que alimentação como TUDO é uma questão cultural, prefiro morrer a comer cavalo. rsss

Adoro seu blog!

David disse...

Comida francesa é rica! Mas eu acho que cada refeição deve ser acompanhada por um bom vinho. Eu compro vinho em grand cru e cozinhe algo delicioso na minha casa. Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...