quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Mestrado na França - FAQ

Pelo menos metade dos emails que recebo aqui do blog são de pessoas interessadas em fazer mestrado na França. Eu sempre respondo a todos, porque gosto de incentivar as pessoas a vir, dizer que vale a pena, que não é tão dificil quanto parece (não é dificil de entrar, sair ja é outra historia) e tal. Mas acaba que sempre tenho que escrever emails praticamente iguais com orientações sobre mestrado na França. Então decidi fazer esse tutorial sobre o assunto e deixa-lo com destaque na barra lateral do blog, assim, antes de enviar email, vocês podem procurar se sua duvida ja foi respondida aqui. E este sera um post modelavel, ou seja, cada vez que tiver novidades, eu volto aqui e acrescento mais informações. Como eu não sei tudo sobre o assunto, peço a ajuda de quem passou pelo processo para escrever esse FAQ. Deixem informações nos comentarios e eu subo pra ca.

Quero estudar na França, qual o primeiro passo?
Aconselho a investigar a possibilidade de você tirar um passaporte europeu. Não tem um avo português? Uma bisa italiana? Isso facilitaria muito sua vida, ja que todo o processo seria feito exatamente como se você fosse um cidadão francês, sem essa coisa chata de visto. Mas se não der, não tem problema, você so tera que ter um pouquinho mais de paciência com a famosa burocracia francesa.

Como escolher o curso ideal?
Pesquise pela internet. As universidades em Paris, por exemplo, vão de Paris 1 à Paris 13, então fica facil procurar no google. Mas é bom lembrar que as outras cidades da França têm universidades otimas, como Lyon, Toulouse, etc. Entre em cada uma delas e vai pesquisando os cursos que te interessam. Mande email para as secretarias perguntando sobre prazos, documentos, teste de francês, que eles sempre respondem e assim ja ficam sabendo do seu interesse (uma dica para emails: sempre comece com "bonjour Mme ou M tal" - de preferência não confunda os gêneros como eu ja fiz, os nomes daqui podem confundir - e termine com "bien cordialement, fulano de tal").

Eh dificil entrar?
Não. Entrar no mestrado na França é mais facil que entrar no Brasil, que tem varias provas e tal. Aqui o mestrado é simplesmente o que vem depois da licence (a faculdade em si) e se a pessoa tiver nota pra entrar, acho que 12 no sistema francês, provavelmente tem uma vaga no master. Tem uns cursos mais procurados que outros, é claro. Mas eu arriscaria dizer que para um brasileiro é até mais facil de conseguir uma vaga que um francês. Eles procuram sempre a diversidade, sabe, então esse é um ponto que temos a favor. Acho que para entrar num curso de master, precisa-se basicamente de duas coisas: falar francês e ter um bom dossiê de inscrição, incluido ai um otimo projeto de pesquisa.

Como funciona o visto de estudante?
Todo o processo deve ser feito pelo Campus France, mesmo se for intercâmbio com a universidade do Brasil. Para mais detalhes, olhar nos comentarios.
Morar na França é caro?
Sim, é caro. Mas se organizando bem, da pra viver tranquilamente. Depende muito da cidade que você escolher. Paris, por exemplo, tem os aluguéis mais caros do universo, mas em compensação tem mais oferta de emprego. Se você tiver um francês razoavel, não é dificil encontrar um trabalhinho pra pagar as despesas. Mas venha com uma boa reserva para os primeiros meses até você se instalar.

Bom, esse é o inicio. Se vocês tiverem mais perguntas, dicas, duvidas, etc, deixem aqui nos comentarios que a gente vai organizando um pequeno forum pra quem quiser fazer mestrado na França.

38 comentários:

Aline Mariane disse...

o primeiro passo para quem não tem passaporte europeu ou visto francês de outro jeito é se cadastrar no site do Campus France (http://www.brasil.campusfrance.org/). Praticamente todas as faculdades francesas recebem inscrições de estrangeiros dessa maneira. Eh por lá que se faz os contatos, se preenche os dossiês etc. e depois de aprovado se pede o visto de estudante. O visto de estudante, por sinal, não pode ser pedido de outra maneira no Brasil, o Campus France (e sua taxa!) são obrigatórios mesmo para quem vem para a França por convênio da faculdade, por exemplo.
Bjss!

Borboletas nos Olhos disse...

Baby, você é realmente uma fofa gentilíssima. Que lindo gesto! Eu até leio em inglês, alguma coisinha em espanhol, mas mal consigo pensar em português, então o doutorado ai ter que ser em Portugal, rsrsr. Beijos saudosos

Renata Inforzato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata Inforzato disse...

Ia falar do Campus France (que é uma agência do governo francês), mas a Aline já falou.
Fazer a candidatura do visto por eles é obrigatório até para quem vem fazer curso de francês por mais de 3 meses.
Foi o que aconteceu comigo. Passei por todas as etapas da agência e só depois da entrevista com eles, é que fui ao Consulado para tirar o visto. O Campus France tem que dar o parecer antes da gente ir ao consulado.
Agora vou tentar o Master, mas como já estou morando aqui em Paris, não precisarei passar pelo Campus.
Mas confesso que estou perdida sobre como proceder: tento algo na minha área, que é Jornalismo ou até Science Po ou tento algo relacionado à História, que amo tb?
Ficou bem legal o post, Parabéns!

Anônimo disse...

Amanda!
vc é um amor! *-*
mt obg pelo post, adiantou e muito! huahauha
vou virar freguesa sua aqui hein?
um bjao Duda

Patrícia disse...

Nossa Amanda sempre tive vontade de te perguntar sobre possibilidades de estudar aí.Graças a Deus que finalmente o post chegou!!
Sou formada em Pedagogia aqui no Brasil e adoraria poder continuar estudando aí na França, mas p atuar na mesma área sabe(dar aula para crianças)?O problema é que realmente não sei que área escolher, ou até mesmo fazer um curso de equivalência de diplomas, se isso for possível. Em relação à língua, seria menos complicado, pois falo francês (não 100%!!).
Então, se conseguir algumas informações sobre minha dúvida, te agradeço muito!
Bjosss

Amanda disse...

Aline e Renata, então o primeiro passo de quem precisa de visto deve ser dado na campusfrance? Eles ajudam a escolher o curso ou vc ja tem que dizer qual vcs querem? Tem que pagar?

Borboleta, é sempre bom aprender uma lingua nova, né? Pq não?

Renata, eu tbm fiquei meio na duvida em fazer historia, mas cheguei a conclusao que como eu nao quero trabalhar com isso mesmo, vale mais a pena estudar historia em casa. Pq a verdade é que pra aprender a gente não precisa ir pra faculdade, mas ela nos obriga a estudar, o que é uma grande vantagem. Com um pouco de disciplina da pra estudar sozinha. Eu to fazendo isso. Por isso acho mt util um grupo de estudos, por exemplo.

Duda, que bom que gostou. Volte sempre e não desista de vir estudar aqui!

Patricia, ta vendo so, adivinhei! Quanto à sua duvida, eu não entendi se vc quer estudar aqui na França pra trabalhar aqui depois ou se pra voltar pro Brasil. Quanto à equivalência de diplomas, pergunta isso pra secretaria do curso aqui que eles explicam direitinho. Pede a grade de materias, assim vc pode comparar. Depende muito da area. Sei que tuda na area de saude é diferente e não da pra recuperar nada do brasil. Mas pedagogia eu não sei mesmo.

Renata Inforzato disse...

Oi Amanda,

No próprio site do Campus France tem uma lista de universidades, mas se tiver dúvida, é só mandar um email para eles que eles respondem rapidinho.
A lista tá aqui: http://editions.campusfrance.org/etabs/par_sommaire/som_po.pdf

Então, é o candidato que escolhe, mas se tiver dúvida é só mandar email.
Aqui tem mais informações:
http://bresil.campusfrance.org/br/estudar-na-franapa/5.html

Se a universidade que o candidato quer tiver a plataforma do Campus France, ele faz a candidatura por eles. E ele se candidatar para mais de uma.
Se não tiver a plataforma, ele faz diretamente com a universidade e se for aprovado, procura o Campus France pra tirar o visto...
O serviço é pago. Quando vc envia os documentos para tirar o visto, vc tem que pagar 300 reais (não sei se ainda é isso) e aí, então, passar na entrevista.
Mas nesses links explicam tudinho...

Renata Inforzato disse...

Ah, hj fui em Nanterre. Me falaram assim: se quiser fazer história, terei que voltar para a license 3 (não sei se é assim que se escreve). Science Po é a mesma coisa. Mas se fizer comunicação pode ser no master 1.
Só que como no Brasil eu estudei na Cásper, que tem o curso bem específico em jornalismo, tô achando que mesmo pra comunicação terei que voltar para a license 3.

bjsss

Fernanda disse...

Obrigada Amanda! ...mais uma vez rs... to na correria de enviar os emails já, espero q dê tudo certo, daí volto aqui pra contar! :-)

Bel Butcher disse...

Fui pioneira do Campus France e, confesso, foi muito chato. Mas, honestamente, consegui minha vaga em Paris 8 mandando dossiê por fora para eles. Mas paguei anyway a fortuna cobrada pelo campus france. Enfim, coisas da frança (quem achar que vai para um país mais organizado e menos burocrático que o Brasil, pode esquecer).

Só pra constar: os estudantes estrangeiros tem direito de trabalhar até 20 horas semanais.

Os estrangeiros que não moram na França precisam (ou precisavam, já não sei mais) fazer o TCF (teste de connaissance française). Geralmente, as universidades cobram uma nota (média) de 400, mas outras cobram 500 (acho que é Paris de I a III). Não sei se isso mudou pois, eu fiz o TCF e o consulado francês ainda marcou um randez-vous para que um papo em francês. Só para ver se você realmente fala, se vira. O que é um absurdo, já que você paga a budega dos 80, 90 euros do TCF para não precisar provar mais nada para ninguém.

Ah, detalhe, eu tirei 385 na prova e Paris 8 me aceitou. Eles são flexíveis se você tem um projeto legal e que, claro, se encaixe com os temas dos mestrados.

Karla Avanço disse...

Amanda,
ótimo post. Muito útil mesmo.
E os cursos de mestrado e doutorado são pagos? Como que fica essa parte? Da pra conseguir bolsa se estiver indo sem ligação com universidades do brasil?
Abraço
Karla

Amanda disse...

Ah sim, bem lembrado, Karla! Os cursos de graduação, mestrado e doutorado (licence, master e doctorat) são gratuitos, a não ser que seja uma école, que são privadas. Mas apesar de serem de graça, temos que pagar uma taxa de inscrição que não é baratinha não, acho que pode chegar a 500 euros com plano de saude anual, se não me engano. Alunos com bolsa são dispensados dessa taxa. Então, pra pedir bolsa com criterio social (do governo francês), é necessario estar ha dois anos na França. Mas acho que todos podem pedir ajuda da CAF para o aluguel. Ja do governo brasileiro, acho que so tem bolsa internacional para o doutorado, a não ser que eles tenham criado uma para o master esse ano, ja que tudo muda sempre. Vou tentar passar essas infos pro post em breve, se alguém souber de mais aluga coisa, avise please!

Estevão disse...

Oi, Amanda.
Achei seu blog no google, e se tiver um pouco de disposição, talvez possa me ajudar com uma dúvida: sou mestre em sociologia, fluente em francês, já curso doutorado, mas estou pensando seriamente em tentar doutorado em Paris. Os procedimentos, é claro, variam de acordo com as instituições. Queria saber, de alguém que "está no campo", se possível e por gentileza, se na prática é "frequente", se já conheceu doutorando por aí estrangeiros que vão por conta, sem agência de fomento de seu país de origem por trás. Se puder trocar essa idéia comigo, agradeço muito.
Aliás, tenho dupla cidadania, brasileira e italiana.
Abs,
Estevão

Amy Diene disse...

Bom, eu estou me formando em Relações Internacionais, moro em Brasília e já estou atrás de um mestrado na França.
Como estou na curiosidade procurando várias informações na internet, nem todas conseguem esclarecer bem, e ai o depoimento e a experiência de quem está vivenciando é bem melhor. Não quero te encher de perguntas, mas queria só saber de alguns pontos que ainda não ficaram claros. :)

1.Como não falo fluentemente, quero saber se as universidades oferecem cursos por um preço acessível para que eu adquira o certificado de fluência,
2. como funcionam as taxas para as universidades? Elas são muito caras? Minha intenção é aplicar para a Sciences Po, como funciona os valores para alunos estrangeiros? Existem outras universidades mais "baratas"
3. É difícil a entrada numa universidade como esta? quais são geralmente as exigências?
4. e o mais importante, qual a duração de um mestrado.. vi várias vezes que tem o "master 1" e master 2, mas vi que geralmente duram em torno de 5 anos, é isso mesmo?

Se vc puder me esclarecer esses pontos seria uma grande ajuda!
Obrigada,
Amy

Amanda disse...

Oi Estevão, então, se vc tem a nacionalidade europeia, nada mais facil! Vc pula toda a parte chata de burocracia. O que vc tem que fazer é entrar em contato com a universidade, pesquisar os professores que poderiam se interessar pela sua tese e falar com eles diretamente. A parte burocratica fica sendo apenas um detalhe, no seu caso o mais importante é encontrar um orientador que se interesse. E acho que tem muito estrangeiro fazendo isso por aqui, pelo menos onde eu estudava tinha. Boa sorte!

Amanda disse...

Amy, o mestrado dura dois anos. Vc deve ter se confundido quando viu bac+5, mas isso quer dizer que vc tem 5 anos de estudos além do bac, que é o vestibular francês. São 3 anos de faculdade + 2 anos de master.

As taxas de inscrições das faculdades variam. Na minha eu paguei cerca de 400 euros, incluido seguro-saude. No segundo ano não paguei pq passei a ter bolsa. Mas tbm é so isso que vc paga durante o ano inteiro.

Imagino que entrar na Science-Po não seja facil. Mas não conheço o processo direito. Vc tem que mandar um email pra secretaria perguntando quais os documentos que precisa, se tem prova, etc.

Vc esta pensando em fazer um curso de francês antes do mestrado? Pq pra entrar no curso vc ja precisa saber. Que eu saiba, a unica universidade que oferece curso de francês é a sorbonne, da uma olhada no site deles. Mas acho que em paris tem muitas escolas não muito caras, não precisa ser universidade, ne? Agora se vc so quiser aperfeiçoar o francês durante o mestrado, vc pode fazer o FLE (Français Langue Etrangere), como eu fiz (e alias foi uma boa porcaria). Eh uma materia de linguas como as outras, que vc pode puxar. Mas nao sei se tem na Sciences-Po.

Amy Diene disse...

Amanda você é uma fofa! Muito obrigada!
bjs

Lin disse...

Oi Amanda estou cursando direito, mas sou graduada em administração de empresas estou estudando francês ,e gostarai de fazer mestrado na area do Direito na França , voce pode me da umas dicas de universidade e e gostaria de saber se os projetos apresentados para entrar no mestrado sao parecidos com aqueles que agente faz para as monografias de final de graduação? Já estive duas vezes na França e amei , me manda mais dicas .

agradeço

Lin disse...

Ah também gostaria de saber o valor, tipo mé dia de preço, se custa muito caro? tenho casa, comida e roupalavada para ficar na frança rsrsrs só falta conseguir entrar no mestrado mas primeiro tenho que apefeiçoar meu Francês.

Amanda disse...

Lin, o projeto é a apresentação do seu tema, pq ele é importante. Tem que dizer qual sua problematica, seu metodo de pesquisa, suas hipoteses e no fim, uma boa bibliografia.

Não posso te dar indicações de universidades de direito, não conheço nenhuma, mas isso é uma coisa que vc pode fazer sozinha. E sobre o valor, ja respondi pra Amy ai em cima. Beijo!

Anônimo disse...

Oi Amanda! Amei seu blog... muito bem explicado sem perder o foco. Queria saber se vc me poderia esclarecer uma coisa: me falaram que estudante de mestrado ou doutorado não tem o direito de trabalhar (20h/semana) como o restante dos estudantes. Eu acho essa informação impertinente, mas já que és uma especialista, vc confirma isto? Obrigada de antemão! :)

Gaia disse...

Oi Amanda!

Vi no seu blog que ta precisando fazer uma pesquisa de opinião com o "povo" aqui do sul. (Por sinal seu blog é o máximo!!!!)
Então eu me candidato a enquete, apesar de não ser natural daqui, mas moro aqui a mais de 20 anos, também tenho parentes aqui que podem responder. Moro em Santa Catarina, Timbó, uma cidade pertinho de Blumenau.
Aproveitando o e-mail, pretendo fazer o mestrado aí ma França, já estou fazendo muitas pesquisas. Para conseguir fazer o mestrado ai não tenho muitas dúvidas.
Acho que vou te explicar a cituação: eu vou me formar em maio do ano que vem, é quando pretendo ir fazer o mestaro, mas meu namorado está cursando química e não forma comigo, vai demorar um tempo pra ele formar, será que tem como ele terminar a graduação dele aí na França?
Não sei se fui muito clara, mas se puder me ajudar, seria ótimo!
Abraços,
Evelyn

Grazi disse...

Amanda,

Quando vc fala em convênio com faculdades, estão incluídas ai as faculdades partiuclares EAD?
Porque fiz Pedagogia (EAD - à distancia/on line).

Amanda disse...

Desculpe a demora pessoal!

Anônimo, o visto de estudante da direito a trabalhar 20h por semana, acho que não importa o curso. Mas é bom perguntar pra alguém que esteja nessa situação

Gaia, pra ele terminar a fac dele na França, primeiro ele tem que ser aceito numa universidade. Tentar entrar em contato com algumas, dai eles ja dizem o que vcs têm que fazer.

Grazi, realmente isso eu não sei! O melhor é vc perguntar diretamente pra Campus France, com certeza eles sabem responder essa pergunta!

renata s. disse...

oi, amanda!!!

adorei as informações sobre como estudar na frança,tenho muita vontade de estudar fora do Brasil e principalmente fazer um mestrado aí!vc sabe a duração dos cursos de mestrado, eles tem validade no brasil???

renata

Amanda disse...

Oi Renata! O mestrado dura dois anos e para ter valor no Brasil, geralmente precisa ser validado por uma universidade que tenha curso semelhante.

Natalia disse...

Oi Amanda, muito boas as duas dicas.
Acabei de ser aceita para um Master em Nantes e vi que fazer o peimeiro ano não dá necessariamente acesso ao segundo ano do curso. Como é isso?

Outra perguntinha: como fica o visto, eles te dão o visto já para os dois anos ou ele tem q ser renovado ao final do primeiro ano de curso?

Agradeço desde já. =]

Ana disse...

Natalia, o visto de estudante é de um ano, tem que renovar depois e isso pode ser feito na França msm.

Ana disse...

Ah, aliás, to indo estudar em Nantes tb, mas na licence 2. =)

Ana disse...

Aliás 2: tem uma comunidade no orkut "CampusFrance - Brasil" com várias informações interessantes e pessoas que passaram e que tão passando pelo processo todo.

Lorena disse...

Gente, alguém tem alguma informação ou dica a respeito do certificado de seguro para a área Schengen?

Estou indo fazer um doutorado-sanduíche em Paris, mas não precisaria passar pelo campus france por ter uma "convention d'accueil" do CNRS. Mas o processo não está caminhando porque fui informada agora que preciso de um seguro. O problema é que a maioria dos seguros que vi, por exemplo o oferecido pela bandeira Visa, cobrem uma viagem de turismo, até 60 dias. Para um ano, como é o meu caso, outras agências cobram uma fortuna... Alguém tem sugestões para me ajudar?

Amanda, tenho lido muito seu blog nessa fase de preparativos, muito legal!!!

Abraços,
Lorena

Anthony Lins disse...

Olá, descobri o seu blog, e esses posts sensacionais, somente hoje! Fui convidado para passar 3 meses num instituto de pesquisas ai em Paris, algo que poderá gerar um doutorado na minha área ai mesmo (posteriormente)... Contudo tenho alguns probleminhas: Mal falo francês, a bolsa que vão me pagar acredito ser muito baixa (+/- 1000 euros), não conheço nada do dia-a-dia francês, regras de convivência, lugares para comer, hospedagem, locomoção, etc.. enfim, tô lascado..
Gostaria de umas opiniões suas e dos amigos aqui, com dicas para minha sobrevivência e melhor adaptação.
Essa janela se abriu para mim, não posso perder a oportunidade, apesar de tudo... concorda?
Abraço,
Anthony
Recife - PE

Anônimo disse...

Adorei. Muito obrigada.

Anônimo disse...

Obrigado por essas dicas sensacionais "de ponta a ponta". Sei q vc não tá mais atualizando este blog, mas posso dizer q vc foi muito feliz com ele. Vc é incrível. Seus posts são super engraçados, sérios e principalmente informativooos.
Eu sou um sergipano de 18 anos. Vou começar minha graduação esses dias (27 de fevereiro) na UFS no curso de ciências socias. Não qro continuar com esse curso. Vou fazer vestibular para direito até conseguir minha vaga na UnB. Acho q esse é um ótimo passo p/ qm sonha com Sorbonne(Bem escrito...Sorbonne? - tipo assim: eu sonho com Sorbonne...Meu maior sonho "...around the world" é com Sorbonne, mas depois do seu post sobre Sorbonne...hahaha...sei não, viu?!)
Ainda não falo francês...sei o básico, mas me esforço muitoooo. Sei por q no início do ano passado viajei p/ Senegal,com vistas a participar do World Social Forum. Assim q terminar com o inglês e ser finalmente "um indivíduo fluente em inglês" (Sei muito inglês, mas estou melhorando muitoo meu inglês) vou poder mergulhar na "french language". EU ADORO ESSE IDIOMA.
Obrigado novamente por ter feito esse blog.
Abraçoo!
Gilmagno Amado Santos
Lagarto - SE

Cauim Ferreira disse...

E as republicas universitárias, existem?

Carla S. disse...

Oi Amanda, é ótima a sua iniciativa, não é todo mundo que se dispõe a incentivar os outros a conseguir estudar fora.
Mas, a questão que não quer calar é a seguinte. Questões financeiras mesmo. Para quem vai tentar o mestrado na França e não tem bolsa, quanto é necessário ter para conseguir o visto, por que eles pedem que você tenha condições de se manter por lá...logo, não existem só as taxinhas do Campus France, né?! Eu quero ir e aí vai comigo o meu esposo. O que você acha que teremos que ter?

Obrigada,
Carla

edilene araujosantos disse...

Olá, meu chamo Edilene...
e minha dúvida é a seguinte?
Minha mãe é brasileira e mora lá em Paris. Eu pretendo fazer mestrado lá em DIREITOS HUMANOS, e sou funcionária pública aqui no Brasil. Existe amparo legal para me concederem uma licença por 2 anos, sem preder meu salário para fazer esse mestrado lá... porém eu preciso urgentemente de um comprovante de matrícula lá em Paris, em qualquer universidade que ofereça este curso...pra ser liberada pra ir estudar com meus rendimentos...o problema é que minha mãe não tem muita instrução e não conhece qual a faculdade que me proporciona esse procedimento de matrícula por internet...apenas com o envio dos dos meus documentos e depósito em dinheiro... vc poderia me ajudar? meu email é disantos59@hotmail.com zap 96 9179 1270

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...