segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Dilma, Carla e a miss

E o ano de 2011 começa em grande estilo com Dilminha na presidência. Sim, vai ser duro, vai ter muita gente besta criticando o que não importa e quem sabe com um pouco de fé na oposição, até o que importa, como politica por exemplo. De qualquer forma, é um passo gigantesco na igualdade de gêneros no Brasil. Como a Lola disse, não é porque temos uma mulher na presidência que a partir de agora todo o sexismo se evapora, mas pelo menos se discute. O meu medo é as mulheres de direita se deixarem levar pela antipatia que sentem pelo PT e acabarem adotando uma postura machista como forma de desafiar a esquerda. Espero que elas tenham consciência do quão contraproducente seria essa decisão.

Ja no primeiro dia tivemos a prova de como essa luta sera longa. Enquanto Dilma brilhava em simbolos e representações, o povo desviava o olhar para o obvio e a imprensa ja bradava satisfeita que uma mulher bonita havia roubado a cena da cerimônia de posse, fazendo questão de nos lembrar, caso tenhamos tido a audacia de esquecer por 5 minutos, que aparência e bom casamento é um papel que cai melhor à mulher do que a presidência de um pais. Porque se perguntarmos pro senso comum qual das duas entre Dilma e Marcela é mais poderosa, corremos o risco de ouvir o absurdo. 

Ouvi muitas comparações entre Marcela Temer e Carla Bruni. Ouvi gente desejando a morte de Dilma para ter uma primeira-dama jovem e bonita como a primeira-dama francesa. O que esse pessoal não sabe é que Carla Bruni é um produto de exportação, porque aqui na França ela so é motivo de piadas. Acho que nunca ouvi uma referência à Carla sem ironia no meio. Os franceses de esquerda se aproveitam do ridiculo obvio da situação para rir da cara do presidente e mesmo os franceses de direita se sentem desconfortaveis. Como eles são mais velhos, mais conservadores, mais Familia Tradição e Propriedade, não gostaram nenhum pouco de ver seu presidente, que deveria ser alguém sério e reservado, nas paginas das revistas de fofocas ao lado de uma modelo-atriz-cantora que ja posou nua. Jacques Chirac, tratava sua esposa de vous, caramba, e chega Sarkozy e chama sua modelinho de Carlita. Com certeza isso não agrada a direita. Não é à toa que o petit Nicolas tem a popularidade super baixa.

Mas o que todo mundo sabe é que Carlita tem la sua função. Se na França sua função é dar assunto pra programas humoristicos, no exterior sua função é agradar as massas, coisa que ela faz muitissimo bem com suas caras e bocas de princesa comportada. Mas o interessante é que esse teatrinho não funciona em todos os paises, apenas nos mais subdesenvolvidos, aqueles onde a função principal da mulher continua sendo a de enfeitar. Tudo bem que na Inglaterra eles adoram uma fofoquinha e uma primeira-dama como a Carla Bruni deve agradar os ingleses. Mas a mise-en-scene é feita mesmo com a gente, os bobos do sul. Até o WikiLeaks revelou telegramas que admitiam como o governo francês se utilizava muito bem da Carla Bruni em suas visitas ao Brasil. O governo brasileiro não se deixou influenciar, mas se dependesse da população, ja teriamos uns 50 Rafales entulhados na garagem.

E ai fica a brasileirada torcendo para ter uma primeira-dama bonitona como a Carla. O que é uma vergonha para os franceses seria motivo de orgulho para os brasileiros. Imagino o constrangimento dos franceses se além de modelo-cantora-atriz, a primeira dama tivesse 40 anos menos que seu marido. Acho que rolava até impeachment. Quando temos a chance de provar que estamos mais na frente do que os paises desenvolvidos na igualdade dos gêneros elegendo uma mulher ao cargo maximo, estragamos tudo no minuto seguinte falando da miss ali ao lado.

29 comentários:

Juliana disse...

Eu tenho estado off de tevê, net,jornais, então nem tava sabendo desse papo sobe a mulher do Temer. Tô me atualizando agora nos blogs.

Parece piada, né? Mas é só pra ter um gostinho do que a Dilma vai ter de aturar. quando tiver mais um tempo, vou ver as notícias da posse!

Excelente post, amanda!

Quéroul disse...

Dilmão tava tão linda; eu pulei tanto assistindo a posse... coisa mais bonita ver as forças armadas batendo continência pra ela.
e foi bacana aqui em casa, nós - namorado e eu - e a tucanada toda cantando o hino junto: 'governo e oposição' da roça em um só coração!
de chorar de lindeza. :)

já a Geisy Temer eu achei meio blé, nem achei tão bonita assim, hein, e me dá um nojinho tão grande pensar que metade do povo se comporta assim tão bestamente porque viu uma menina 'bonita' no planalto.


enfim.
feliz ano novo, Amanda. tudo de muito bom pra você.
e muita fé.
;)

Iara disse...

Amanda,

Estou cheia de dedos e nem sei como começar o meu comentário, porque no geral eu gosto muito do que você escreve. Mas não consegui concordar com quase nada neste post. Eu não entendo porque tanta gente tão revoltada com a Marcela Temer ter virado assunto. O mundo não é politizado, fosse a posse de um presidente homem, Marcela Temer ia ser assunto também, porque é muito raro ver uma mulher tão jovem e bonita num evento político. Assim foi quando a Luma de Oliveira resolveu aparecer no leilão da Vale do Rio Doce. Não achei que ofuscou a Dilma nem nada. Quanto aos comentários de que a Dilma deveria morrer e tal, onde você viu isso? De gente boba no twitter? Porque acho que nenhum jornalista, por reaça que seja, publicaria algo assim. E eu acho que se este tipo de comentário reflete muito do machismo da nossa sociedade, não diminui em nada a vitória da Dilma e o poder dela.

Eu achei o 3º parágrafo, em que você fala da Carla Bruni, bem machista. :/ Não entendo o que você chama de "o ridículo óbvio da situação". Porque seria assim tão ridículo o Sarkozi ter se casado com a Carla Bruni? Concordo que é pitoresco, que é matéria de fofoca, que os franceses gostam de mais discrição, mas "ridículo óbvio?" E sobre o papel da Carla Bruni, até onde eu saiba ela, antes de casar com o Sarkozi, manifestava opiniões de esquerda. Eu não estou aí na França, mas daqui do Brasil vejo que o que é explorado sobre a Carla Bruni é essa afinidade com a esquerda para amenizar a imagem de direita do Sarkozi. Lógico que isso não teria o poder de atrair a atenção da mídia se ela fosse uma ativista e não uma estrela pop. Mas pra mim passa longe dela atrair a atenção meremente "por ser enfeite".

Por fim, acho que nada me incomodou mais do que isso:

"O que é uma vergonha para os franceses seria motivo de orgulho para os brasileiros. Imagino o constrangimento dos franceses se além de modelo-cantora-atriz, a primeira dama tivesse 40 anos menos que seu marido. Acho que rolava até impeachment."

Qual é esse constrangimento todo? Por que? Quer dizer, que os super conservadores se constranjam, eu entendo bem. Mas gente de esquerda? Feministas? Sério mesmo, Amanda, eu fiquei sem entender. Porque pra mim, uma primeira dama bonitona e midiática não é motivo de orgulho, mas com certeza não é de vergonha ou constrangimento. Primeira dama não serve pra nada mesmo, é essa a verdade. E todo mundo sabe disso, inclusive nossa imprensa boba-feia-chata. Quem vai entrar pra história neste mundo machista não é a beleza da Marcela e a Dilma.

Iara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amanda disse...

Iara, não precisa vir cheia de dedos não, é pra discordar mesmo. Ja ja te respondo.

Mariana disse...

Pois é, eu estou longe de estar superfeliz como vcs porque o PT continua no governo... Estou mais é torcendo para a Dilma não colocar os interesses do partido antes dos interesses das mulheres (o que acho mto dificil, mais bon). Enquanto alguns criticam a roupa, o penteado, a forma de andar, o make-up (afinal isso sim é o que se pode comentar de uma imagem publica feminina) eu me pergunto sobre a legalização do aborto e do casamento gay... Apesar da Iara fazer um pouco de sentido no comentario dela, não tenho como discordar de vc Amanda, principalmente no que diz respeito à Carla Bruni-Sarkozy e ao machismo do olhar brasileiro sobre a figura da presidente eleita... Mas o que esperar de um pais que sempre desvia o olhar do que realmente importa? Depois desses poucos anos de França a ficha caiu: O BRASIL NÃO QUER SABER DE POLITICA! conversa aqui é so amenidades, fofocas, futebol, novelas... é so puxar papo sobre politica e vc vira A desagradavel... sendo mulher então...
E o pior esta por vir... a cada passo em falso da Dilma o discurso subliminar vai ser o de olhar justamente para o fato dela ser mulher como causa de todo problema.. quer apostar?

Caso me esqueçam disse...

http://cbjm.wordpress.com/2011/01/01/a-perigosa-catarse-da-oposicao-derrotada/

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Quando vi aquela moça tão nova e tão bonita ao lado do Temer achei que era filha ou até neta dele.
Depois que a Dilma anunciou no discurso é que fiquei sabendo que ela era a senhora dele.
Sei lá... sério mesmo que uma moça linda ao lado de um senhor que podia ser avô dela é motivo de orgulho?
Só mesmo em uma sociedade como a nossa.
Me orgulharia mais em ver aquela moça jovem e bonita em alguma função em que não fosse vista só como enfeite.

Túlio disse...

Pois é, acho que concordo um pouco com a Iara.

E tenho mais uma crítica: existe sim uma mídia esdrúxula capaz de tentar ofuscar a posse de um presidente ou uma presidenta com fatos mesquinhos. Mas, acredito que a crítica feita por você teve contundência maior do que a necessária. Explico melhor, ao ler o post, deu a impressão de que a beleza ou a falta dela é sinal de competência ou incompetência e vice-versa. Não estamos aqui para julgar os atributos, defeitos e razões destas mulheres citadas estarem onde estão. O papel da mídia que é este, pois ela tem que vender mais e mais. Por isso exploram sempre extremos, beleza, pobreza, riqueza, feiúra.

Como homem, fiz sim um comentário sobre a mulher do Michel Temer, mas, o meu desvio de olhar durou o mesmo átimo que um desvio de olhar para uma mulher atraente na rua. Ou seja, não perdi de foco a posse da presidenta e nem me apaixonei pela mulher da rua.

Por fim, acredito que os franceses tenham suas razões para criticar a Carla Bruni e, até, para se envergonharem dela - não tenho fundamentos para discordar. Mas, de uma coisa eu sei, pra mim, ela tem uma voz admirável, uma bela cantora.

Ah... e Mandita, as vezes eu sinto, como neste post e em outro que eu li há algum tempo, uma certa dose de radicalismo. Não que eu seja contra opiniões radicais, mas acho que as grandes vitórias fundamentam-se no ponto médio.

Amanda disse...

Juliana, pois é, eu fiquei sabendo por causa do twitter e do jornal o globo, que dava quase mais destaque à moça do que à presidenta.

Quéroul, eu não pude assistir a posse, so peguei o finzinho, que droga! Muito legal o pessoal unido na sua casa. Acho que minha familia no brasil nem deve ter ligado a TV!

Amanda disse...

Iara, não sei pq tanta cerimônia pra dizer que não concorda com o post, guria! Minha intenção nunca foi agradar a todos. Eu assumo que sou uma iniciante no feminismo e devo dizer algumas besteiras, mas sei que como em todo movimento existe varias correntes discordantes, como aquela que é contra a pornografia e aquela que é favor. Aquela que é contra a mulher "vestida para matar" pois acha que é uma objetificação e aquela que é favor, pois a mulher deve explorar sua sexualidade. Então não temos que concordar sempre e isso é justamente a beleza da coisa.

Sobre a Carla Bruni, eu entendo que quem more no Brasil não consiga ver a Carla como quem mora na França. Sempre que alguém dai me fala dela é com ares de admiração. Mas aqui, é sempre com um fundo de ironia. Mas não é contra ela, mas contra todo esse aparato que gira em torno do casal presidencial. A historia desde o começo é ridicula e mesmo os franceses que não gostam de saber da vida intima dos politicos foram obrigados a acompanhar. Todo mundo sabia que o Sarkozy era apaixonado pela sua mulher Cecilia, que ja traiu ele e ainda deu o fora depois das eleições. Dai poucos meses depois ele casa com a Carla. E tem todo o contexto... Dizem que os assessores do presidente fizeram uma festa so com mulheres pra ele escolher a nova esposa e muitos outros boatos que ridicularizam a situação. Antes do casamento teve uma ligação telefônica entre Nicolas e Cecilia gravada, onde ele dizia que desistia de tudo se ela voltasse pra ele. Teve entrevista de 10 anos atras da Carla respondendo que seu tipo de homem eram os poderosos. Por isso ninguém consegue levar o casal a sério. Não é por ela ser bonita ou feia. Ah, sim, a Carla se dizia de esquerda, mas isso não ameniza a imagem do Sarkozy não, pq ela não tem papel politico na França.

Aquele paragrafo que vc não gostou, eu estava sendo ironica e brincando com o conservadorismo francês.

Amanda disse...

Mariana, eu tbm estou torcendo muito pra Dilma não por os interesses do partido antes dos interesses das mulheres. E eu tbm acho que o Brasil esta cada vez menos interessado por politica. Mas sera que isso não é so uma comparação que fazemos com a França?

Luci, ta vendo o absurdo da coisa... Ah, esqueci de responder pra Iara que quando eu disse que queriam matar a Dilma, é logico que eu tava falando de internet, né?! Qual o jornal que ousaria dizer uma coisa dessas??? Ai tbm ja seria demais.

Laurinha, tbm acho que pega muito mal pra um vice ter uma menina da idade da sua neta como esposa. Imagina se fosse a Dilma com um marido de 30 anos?

Amanda disse...

Tulinho seu comentario sumiu! Vc apagou?

Amanda disse...

Tava na caixa de spam. Então, o problema não era a beleza dela, nem ela inteira. O problema, como eu disse ai em cima, é ter um velho babão como vice. Isso realmente me incomoda.

E tulinho, se vc fez um comentario sobre a aparência dela, não diz que foi "como homem", pq todo ser humano é capaz de apreciar a beleza.

Eu tbm gosto da voz da Carla.

Mas não entendi pq vc acha que sou radical nesse post.

Beijos a tod@s!

Iara disse...

Amanda,

Eu também não sou "a feminista acadêmica e sabichona". Eu entendi melhor alguns pontos, a ironia, que o ridículo é a evasão e privacidade do casal Bruni-Sarko, mas nas suas respostas apareceram mais coisas que me incomodaram.
Porque ridículo o Temer ser casado com uma mulher tão mais jovem? Porque "velho babão"? Porque essa patrulha do casamento alheio? Ninguém sabe estão juntos, é muito desrespeitoso inferir coisas assim, só de observar, só de constatar a diferença de idade. A gente não sabe NADA sobre eles, justamente porque, ao contrário do Sarko, a intimidade dele não está exposta por aí. Se a Dilma tivesse um companheiro 30 anos mais jovens eu não iria achar ridículo, não. Mas muita gente ia achar e eu, como feminista, ia defendê-la, ué. Eu me incomodo muito com estes julgamentos, porque eles são extremamente nocivos à liberdade sexual. E eu acho que, como feministas, a liberdade sexual deveria ser uma pauta nossa.

Amanda disse...

Iara, temos que pensar no contexto da situação. Se a historia fosse apenas um cara de 65 anos com uma mulher de 30 (estou chutando) na lagoa azul, a coisa seria muito mais simples e teria cabimento chamar de patrulha quem criticasse, afinal de contas, cada um sabe de si. O negocio é que essa historia esta inserida num contexto de uma sociedade onde a mulher ainda é vista como artigo decorativo. Onde é motivo de orgulho ter uma esposa com idade de ser sua neta, mas seria impensavel apresentar uma primeira-dama com idade de sua mãe. E eu sei que vc apoiaria esse caso tbm, mas vc tbm sabe que 95% dos que acham lindo o casal Temer acharia um absurdo se ele estivesse com uma mulher 30 anos mais velha.


Beleza e juventude feminina ainda são as caracteristicas mais importantes em uma mulher na hora de procurar uma esposa. Então me incomoda sim que meu vice-presidente tenha esses criterios na hora de escolher sua companheira. Sim, pode ser que ela seja um gênio precoce, mas sejamos francas, qual a chance disso ser verdade?

Apoio totalmente a liberdade sexual. Mas esse caso esta longe de ser um exemplo de liberdade sexual, esta mais pra mais um de dominação sexual.

Iara disse...

Amanda,

Desculpe, mas é preconceito. E se ele está com ela poque ela é bonita e só. Não é legítimo? Cabe a nós criticar? É errado querer se casar com uma mulher bonita? Em que ponto a escolha pessoal de Temer pode ser ofensiva? Porque os critérios do Temer são importantes pra nós? Acho que você vai concordar que se o Temer fosse gay, não seria um problema. Então quer dizer que a escolha dele só é válida quando obedece às nossas bandeiras? Eu acho que esta intolerância abre espaço pra que qualquer outro preconceito seja justificável, como a dos religiosos (como assim ele é teu?) ou a dos racistas (como assim ele se casou com uma negra?) ou homofóbicos (como assim ele é gay?)

Eu não quero que pareça que eu tô colocando o dedo na sua cara porque, oi, eu também tenho os meus preconceitos. Uma coleção deles, aliás. Mas ver uma foto de um casal e inferir coisas a respeito por conta de um contexto xyz é como se sentir ameaçeada quando passa por um negro na rua porque boa parte da população carcerária no Brasil é negra. Ou ver um gringo num hotel com uma jovem em Fortaleza e achar que ela é prostituta, porque isso acontece muito por lá. Ou seja: é usar um dado que você tem pra julgar alguém que você desconhece. Se o post tratasse o assunto como generelização, ok, eu sei que não dá pra estabelecer tese nenhuma sem generalizar um bocado. Mas você aponta o dedo para um casal específico, sobre o qual não sabemos nada. É ofensivo pra o casal, é muito ofensivo para a Marcela, que é tratada aqui como a dominada só porque é jovem e bonita - e nada neste mundo impede que ela seja muito mais inteligente e independente do que nós duas.

A Laurinha nos comentários chegou a dizer que queria que a Marcela tivesse um papel além de ser bonita. Gente, ela é advogada! E não estava lá como enfeite, uma cheerleader enfeitando a posse. Ela estava acompanhando o marido com quem, até segunda ordem, ELA escolheu se casar. Sua presença ali tinha todo o sentido. Como assim que o fato dela ser bonita E jovem é um problema?

Amanda disse...

Que bom, Iara, que vc se sente bem vivendo em um mundo com casais formados por homens velhos e ricos e mulheres bonitas e jovens. E não ache que isso seja dominação. Que bom que vc não se incomoda, porque essa é a regra. Com certeza eu vou me irritar mais nessa vida do que vc.

Iara disse...

Amanda,

Esse post explica bem o que eu penso:

http://ladyrasta.com.br/2011/01/04/mulheres-que-casam-com-homens-mais-velhos/

Eu não tenho nada contra que isso (casamentos com grandes diferenças de idade) aconteça, mas tenho TUDO contra que isso seja a única opção de ascenção social para as mulheres jovens e bonitas. Que fique bem claro, se é que não estava antes.

Como não sei nada sobre a Marcela Temer a não ser o fato dela ter sido miss, me incomoda muitíssmo mais que a escolha dela e do marido em se unirem seja desqualificada por gente que não os conhece e que eu tenho em alta conta, como você, sob o pretexto de defendermos a autonomia das mulheres. Acredito que a Marcela não conheça o seu blog pra vir aqui dizer o que ela pensa, porque se casou com o Temer, se é feliz e tal. Então fazer este tipo de suposição, pra mim, é um enorme desrespeito a ela mesmo. E, de novo, com todo respeito e carinho que tenho por você, não vejo como essa desqualificação contribui para nossa luta pela autonomia de todas as mulheres. Porque pra brigar pela autonomia de todas, a gente não precisa passar por cima da autonomia de uma individualmente.

Amanda disse...

Mas Iara, eu não tenho NADA contra a Marcela! A vida dela não me interessa! Mas o Temer é meu vice-presidente e eu gostaria que ele fizesse escolhas menos obvias, sabe? Que fugisse um pouco desse padrão machista! Mas bom, não posso falar muito pq é a vida pessoal dele, então so me resta torcer para que suas decisões politicas sejam mais imaginativas.

Iara disse...

"Mas o Temer é meu vice-presidente e eu gostaria que ele fizesse escolhas menos obvias, sabe? Que fugisse um pouco desse padrão machista!"

Amanda, ele só se casou porque a Marcela também quis casar com ele. Ridicularizando isso, você está desqualificando uma escolha de ambos, entendeu? Não há como desqualificá-lo como "velho babão", sem desqualificar essa moça mais jovem que escolheu estar ao lado dele. E o seu argumento é complicado também. Porque as pessoas tem que fazer escolhas menos óbvias? Olha só, nós duas somos heterossexuais. Tudo bemv ai, isso não é escolha, é orientação. Mas escolhemos ser monogâmicas (quer dizer, não tenho certeza, mas sei que você tem uma relacionamento estável, então suponho que seja assim). A gente tem que ter um relacionamento aberto porque a monogamia é uma invenção do machismo opressor e nós somos críticas do sistema vigente? A gente é obrigada a não ter filhos, porque tê-los é a escolha mais óbvia para as mulheres? Acho que não, né?
Como a Lady Rasta disse no post dela, eu acho muito mais válido que ele esteja com a Marcela publicamente do que ser um hipócrita como tantos que mantém uma esposa "respeitável" e infeliz como fachada e coleciona menininhas por aí (o que aliás, é muito mais óbvio, que a gente sabe). Acho muito mais digno, mesmo.

Iara disse...

(Off-topic: eu fico mesmo com medo que você ache que a insistência é uma tentativa de te convencer de alguma coisa. Não é, viu? É exercício dialético, aquele que você sabe, tão bem quanto eu, que os franceses adoram. A gente provavelmente não vai chegar num ponto comum, e eu vou continuar te adorando, tá? =D)

Túlio disse...

Mandita... qndo digo como homem, não estou querendo ser o único gênero capaz de admirar a beleza, digo assim pq eu não somente estava admirando uma beleza, como se admira um quadro, meu desvio de olhar foi algo inconsciente, um resto de instinto que ainda guia certas atitudes.

"O que é uma vergonha para os franceses seria motivo de orgulho para os brasileiros" Isso é uma frase radical.

Beijos

Glória Maria Vieira disse...

Acabei de ler todos os comentários avaliando cada "ponto defendido" por cada uma (Manda e Iara!). Eu fico assim pra falar qualquer coisa, porque acho que de todas nós, eu sou a mais "inexperiente", ou a "iniciante das iniciantes" enqnt feminista que sou. :~

Mas, com todo carinho que tenho por você, Manda, eu queria comentar o seguinte:
Eu concordo com a Iara quando ela diz que julgar o casal pelo que "aparenta ser" é intensificar o preconceito de que homem "velho" tem que se relacionar com mulher "velha". Por que um jovem não pode ter algo com uma "idosa"? E como a Iara também destacou, Temer não obrigou a Marcela a casar-se com ele até onde imagino que seja. Também concordo que ela só estava lá de "figurante", mas se está no protocolo que a primeira-dama do vice deve comparecer a cerimônia, por que ela não iria? Por ser bonita, jovem e ex-miss? Então quer dizer que se ela fosse feia, velha e com alguma bagagem literária, não teria nada demais ir, é isso?!

/É... eu não acrescentei em nada, num foi?! AUSHUAHSUAHSHAHS Mas só queria participar e aprender com vocês de uma forma mais direta (dando minha opinião mesmo sendo uma repetição de uma das opiniões aqui expostas!) hihi :/

Túlio disse...

"Laurinha, tbm acho que pega muito mal pra um vice ter uma menina da idade da sua neta como esposa" Isso também é radical. E preconceituoso. Seu pensamento aqui seria que o cara está aproveitando de seu poder e riqueza para se casar com uma mulher mais jovem? Talvez, ou quem sabe, quase uma certeza. Mas e o outro lado da moeda? A vida é feita de trocas. O que levou uma menina de 28 anos formada em direito a casar-se com homem bem mais velho? O fato do mundo ser machista? O fato de se conseguir poder de forma rápida? Amor? pouco importa. O ser humano luta a cada dia para manter-se na sociedade. A evolução faz com que tentemos utilizar ao máximo os atributos genéticos. Tenho certeza que vc não se sentiria incomodada se a pessoa ao lado Michel Temer fosse uma pessoa de média idade com uma inteligência bem acima da média. Ou vc acredita que todos nós temos a mesma capacidade genética para o raciocínio/inteligência. Por isso, acho ser mais natural as pessoas aproveitarem daquilo que a natureza parece ter lhes dado ao invés de buscar aperfeiçoar-se nas suas deficiências. Não acho errado uma pessoa utilizar-se de sua beleza para sobressair-se em seu meio, assim como não acho errado o Bill Gates utilizar-se de sua inteligência para torna-se um ícone na sociedade. Apesar de não parecer, todo indivíduo luta diariamente pela sua sobrevivência na sociedade. Aí que eu vejo um certo preconceito, o de vc achar errado uma pessoa bela pular os estágios ditos normais da sociedade para ter poder – poder esse, estrela-maior do mundo capitalista. O mesmo valeria se eu, um péssimo jogador de futebol, questionasse o fato de um jovem como Alexandre Pato estar onde está, mesmo eu sendo um cara que deve ter estudado muito mais e até trabalhado muito mais. As pessoas não podem simplesmente olhar o mundo tendo elas como referencial.
E mais adendo: A beleza, tanto masculina, quanto feminina, sempre abriu portas; desde que o mundo é mundo. A beleza tem raízes no mundo animal, na procriação. É claro que o homem, através de sua (ir)racionalidade, transformou, com ajuda do capitalismo, a beleza em moeda cara.

Cris disse...

Num país como o nosso, com os nossos problemas, com tanta vergonha. Com os deputados votando 60% de aumento pro seu próprio salário. O que menos me preocupa é se o casamento do presidente, ou, menos ainda, do vice, é de fachada, de interesse ou alpinismo social.

Me desculpem se pareço rude. Eu juro, minha irritação não tem relação nenhuma com o debate de vcs. Ando irritada mesmo com a classe média brasileira, com as besteiras que ouço por aqui.

E o tema me fez lembrar uma conversa da qual participei (achando q eu estava ficando louca), entre 2 "jovens senhoras" sugerindo q (até) a 1a dama do FHC era melhor q a do Lula pq a 1a participava do goveno em projetos sociais e este, segundo elas seria um papel obrigatório da 1a "esposa", já a outra era uma inútil pq não participava em nada.

Alguém, por favor, concorda comigo q uma 1a dama casada a séculos com um presidente (qd ele não nem de perto um presidente). Casou-se com um homem e não com a profissão, cargo ou função dele?

Ok, eu adoro projeto sociais, se eu fosse 1a dama iria me amarrar em trabalhar em projetos sem ter problema de grana (ao menos no meu, né). Mas não posso julgar o mundo por mim...

Então, fiquei com a sensação de q a mulher é adorno do homem. Ela não é autonoma, não é parceira, é um bichinho de estimação, sei lá. "Olha, enquanto seu marido decide o rumo do país, vc tem q distrair as criancinhas carentes." Q isso!

Descupe, gente, só tava precisando de um "blog" amigo kkkk Acho q to em crise hehehe

Amanda disse...

Iara, se não fosse a Marcela, seria outra. O que não falta é menininha querendo casar com vice-presidente. Então eu não quero falar da Marcela, mas do Temer. E se escolhemos ser monogâmicas, com certeza escolhemos o caminho não-obvio. E é claro que eu sei que esse debate fica aqui no blog!

Tulio, essa frase que vc citou é apenas uma constatação: os brasileiros babam pela Carla Bruni; os franceses têm vergonha da Carla Bruni. Pronto.

Glorinha, o preconceito não é que homem velho deva namorar mulher velha, mas justamente o contrario: na nossa sociedade, homem velho deve namorar mulher nova.

Amanda disse...

Tulinho de novo, eu ja disse que não tenho nada contra a Marcela, ela pode tentar subir na vida da forma que ela quiser, ela pode se sentir atraida por quem ela quiser: eu não ligo. Vou repetir: o que me decepciona, é o nosso vice ter o critério da juventude e beleza pra escolher sua companheira. Ja disse tbm que pode ser que marcela seja uma pessoa super inteligente, então eu retiro o que disse.

Cris, eu te entendo perfeitamente e esse é de longe meu maior medo quando eu voltar pro Brasil. Adorei sua descrição das primeiras damas, é isso mesmo! Que bom que dessa vez a gente fica sem essa figura sinistra!

Pessoal, quero ver o dia que a gente se encontra pra discutir essas coisas em uma mesa de bar, o que é muitissimo mais interessante que um blog, né? Quem sabe daqui a quatro anos, na reeleição da Dilma um Brasilia?

Menina no Sotão disse...

Eu confesso que nunca entendi o papel das primeiras damas e tão pouco dos primeiros cavalheiros (ou seria cavaleiros) nunca sei.
E quanto a esse papo de bonita, jovem e bla bla bla não me alcança. Até me surpreendi dias desses em saber que a dona Dilma gosta de ópera. Subiu um décimo no meu conceito. O que e não tolero é aquela beleza tola, sem sentido, que só serve pra vender revista.
Enfim, eu acho que o fator idade, beleza é o que menos importa, mas claro que pra cabeças pequenas e ultrapassadas é o fato que diferencia. Enfim...
bacio

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...