domingo, 29 de agosto de 2010

Top 10 - Passeios diferentes em Paris

Ja faz algum tempo que estou devendo um novo top 10, mas faltava assunto. Toda vez que eu pensava em alguma coisa, depois mudava de ideia achando que aquilo não era tão interessante assim. Bom, então dessa vez fiz uma seleção de programas off the beaten track que servem tanto para turistas quanto para pessoas que moram em Paris, mas ainda não conhecem esses cantinhos. Essa é a apenas a minha seleção: não hesitem em recomendar seus passeios preferidos!

10- Promenade Plantée
A promenade plantée é um caminho verde de quase 5km entre a Place de la Bastille e o boulevard periférique (o anel rodoviario que circunda Paris). Foi construida numa antiga linha ferroviaria, a linha de Vincennes. Eu adoro, o caminho é muito tranquilo, rodeado de flores e tão calmo que às vezes a gente duvida se esta mesmo na capital francesa. Os guias dizem pra começar na Bastille, mas eu aconselho fazer o caminho inverso: desça no metrô Bel-Air e va em direção à Bastille, ja que la tem bem mais coisas pra fazer quando chegar, como almoçar num restaurante charmosinho.
* Metrô linha 6, estação Bel-Air

9- Basilique de Saint-Denis
Considerada por muitos como uma das igrejas mais bonitas da região parisiense, a Basilique de Saint-Denis é pouco visitada pelos turistas por causa da sua relativa distância do centro da cidade. Na verdade ela fica localizada fora de Paris, na cidade vizinha de Saint-Denis (aquela onde imigrantes incendiaram carros em 2005), mas é acessivel em metrô. Ela foi construida no ano de 475 - não, não é um erro de digitação - e sofreu diferentes modificações e reformas ao longo dos séculos até chegar à sua forma atual. De estilo gotico, a igreja abriga sepulturas de reis da França. Aproveite o passeio para conhecer um pouco os suburbios mais "problematicos" da capital, da pra notar a diferença entre o glamour parisiense e a realidade periférica.
* Metrô linha 13, estação Basilique de St-Denis

8- Roller pela cidade
Tudo bem que turistas geralmente não carregam um par de patins na mala em caso de emergência, mas deveriam! Paris oferece dois passeios semanais pela cidade para os patinadores. O primeiro acontece toda sexta à noite, mas tem um nivel bem avançado: a balada é em alta velocidade e quem não tem muita intimidade com patins acaba ficando pra tras. Mas não se preocupem, tem ainda a segunda opção que acontece todo domingo à tarde e é bem mais tranquilo. Ja cansei de ver pais e mães patinadores empurrando carrinho de bebe. A cada semana os percursos de ambos são diferentes e todo passeio conta com o apoio da prefeitura, que oferece ambulância, patrulha de segurança e policiais, de patins, é claro.

* Pari Roller - Encontro aos pés da torre Montparnasse sextas às 21h30, metrôs linhas 4, 6, 12 e 13 estação Montparnasse-Bienvenüe

* Roller & Coquillages - Encontro na Place de la Bastille domingos às 14h30, metrô linhas 1, 5 e 8 estação Bastille

* Aluguel de patins aqui e aqui

7- Bercy Village
O Bercy Village é um lugarzinho aconchegante e original que poucos turistas conhecem em Paris. Eu diria que é um mini-shopping a céu aberto, cheio de lojinhas charmosas, restaurantes, bares e um enorme complexo de cinemas. Fica localizado onde antes era um importante local de armazenamento e comércio de vinhos. Acho que o slogan do centro comercial corresponde muito bem à realidade: "um parênteses em Paris". Adoro a cervejaria The Frog, onde fabricam suas proprias cervejas. Recomendo aquela que tem um toque de gengibre. Hummm!
* Metrô linha 14, estação Cour Saint-Emilion.

6- Bike nos bois de Vincennes e Boulogne
Paris é uma cidade verde. Em cada cantinho descobrimos um parque, um refugio pra quem precisa sair do tumulto de uma capital. E com certeza os dois maiores refugios desse tipo em Paris são os dois bois (pronuncia-se boah), o de Vincennes e o de Boulogne. Eles ficam nas extremidades da cidade e são muito, muito grandes. Geralmente ficamos so com as pontinhas deles, fazemos um piquenique bem perto de Paris mas esquecemos todo o restante do bois, ja que é longo demais de andar. Então uma boa opção é alugar uma bicicleta e explorar o interior dos parques. Eh tanto verde, por tantos quilômetros, que a gente realmente duvida estar em Paris. Pode ir sem medo porque não é perigoso e nem tem muito como se perder, ja que tem varias ruas dentro deles. Mas é sempre bom levar um mapa.
* Bois de Vincennes - Metrô linha 8, estação Porte Dorée; ou linha 1, estações Saint-Mandé ou Château de Vincennes

* Bois de Boulogne - Metrô linha 1, estação Porte Maillot; ou linha 2, estação Porte Dauphine; ou linha 10, estação Porte d'Auteuil

5- Concertos gratuitos na Radio France
Somente o passeio até a RFI (Radio France Internacional) ja vale a pena: a famosa maison de la radio é um prédio redondo e original, localizado no 16ème arrondissement de Paris, considerado o mais chique da capital. Mas um motivo melhor ainda para a visita são os concertos que a maison promove, grande parte deles gratuitos. Geralmente é de musica classica, mas também tem outros gêneros. O site da radio com a programação dos shows é meio confuso, então o melhor é comprar aqueles guias semanais tipo Pariscope pra saber sobre os proximos concertos. Dica: como os lugares são limitados, é bom chegar cerca de 1h30 antes do inicio do espetaculo, pra garantir seu lugar.
* RER C, estação Avenue du Pdt Kennedy

4- Passeio no ônibus 72
Como boa utilizadora e grande fã dos ônibus de Paris, tenho uma linha preferida: a 72, Hotel de Ville - Parc de Saint-Cloude. Sempre que posso dou um jeitinho de pegar esse ônibus, pois acho que ele faz um dos trajetos mais belos da capital francesa e a cada vez sinto um quentinho no coração so de olhar a paisagem. Ele passa pelo museu do Louvre, pelo jardim de Tuilleries, pela Place de la Concorde, pelo Petit Palais, pela Torre Eiffel. E na volta, na direção Parc de Saint-Cloude - Hotel de Ville, ele vai beirando o Sena o tempo todo, super gostoso. Eu so fui até a Radio France (aproveitem o 72 para assistirem os concertos da RFI!), nunca fui até o final, mas aposto que se continuarmos teremos ainda mais belezas. Os tickets dos ônibus são os mesmos do metrô e podem ser usados até 1h30 depois da primeira validação em outros ônibus ou Tramways.

3- Cité Universitaire
A cidade universitaria de Paris é um lugar que vale a pena conhecer. Ela abriga maisons de diversos paises, como a maison du Brésil, a maison du Liban, a maison de l'Inde, e cada uma delas conserva a arquitetura e o estilo de seu pais. A do Brasil é do tipo Oscar Niemeyer, bem acimentada com janelinhas coloridas. Minha preferida é a do Japão, que tem um jardinzinho na frente que é uma graça! Entre as maisons tem muito espaço verde onde se pode fazer esportes e piqueniques. Algumas vezes por ano a Cité U, como é conhecida, organiza festas onde todo mundo é bem-vindo. Os moradores de cada maison vendem pratos tipicos de sua região de origem e apresentam espetaculos de dança e musica tradicionais.
* RER B ou Tramway 3, estação Cité Universitaire


2- Visita aos esgotos de Paris
Hum, por que não? Visitar o esgoto de Paris não é um dos passeios mais glamourosos que se pode fazer na França, mas com certeza é bem original. Por 4,30 euros, o turista pode conhecer o subterrâneo da cidade durante uma hora e aprender como funciona o sistema de esgoto. Podemos ver as estações de tratamento e as diferentes maquinas usadas ao longo do tempo. Na verdade é um programa muito instrutivo e eu garanto que o unico rato que você vera sera o de pelucia na lojinha de souvenirs, na saida.
* Metrô linha 9, estação Alma-Marceau (atravessar a ponte)

1- Caça ao tesouro
Sabia que em Paris são organizadas varias caças ao tesouro? São diversas associações, e mesmo a prefeitura, que incentivam turistas e moradores a investigar mistérios para conseguir encontrar o tesouro primeiro. Os limites geograficos da brincadeira são determinados antes, mas geralmente ela abrange boa parte da cidade, sendo necessario pegar metrô, ônibus ou bicicleta para seguir para a proxima pista. Parece uma otima desculpa para bater perna por ai, ainda mais se tiver uma criança por perto, ja que o tesouro dara a ela motivação e energia suficientes para andar o dia inteiro! Eh verdade que algumas caçadas podem ser cansativas demais para as crianças, mas tem diversas alternativas, como uma limitada so na Ile de la Cité.
Exemplos de mais caça ao tesouro aqui e aqui.

20 comentários:

Mariana disse...

Oi Amanda! Adoro a Promenade Plantée e o Bercy Village (que conheço como Cour St Emillion)! Nesse ultimo eu adoro a Fnac éveil et jeux, a nature e découvertes e a Loisirs et création... bem coisa quem tem filhos! Recomendo aos que visitarem o St Emillion que dêem uma passada no Parc de Bercy e no Jardin Y. Rabin que fica bem ao lado e são pra la de charmosos! Para quem quiser passar à mesa, recomendo os restaurantes à beira do Seine, no quai da Bibliotèque, ali pertinho, é so atravessar uma ponte e voilà..refeição nada cara e bem parisiense! bjus!

Bárbara Dayrell disse...

Adorei o post, Amanda!
Quisera eu ter lido algo assim antes de conhecer Paris, a dois anos... vai ter que ficar prá próxima!

Rita disse...

Oi, Amanda

Minha dica nem é tão off the beaten track assim, mas acaba sendo uma boa dica para quem, como é o caso de muitos turistas, vai a Paris por poucos dias. Se a pessoa gosta mesmo de apreciar obras de arte, o Museu D'Orsay é uma pedida talvez mais interessante que o Louvre. Claro que o Louvre é aquilo tudo, mas no final das contas o tempo que você pode passar em filas e voltas e mais voltas para chegar à Monalisa pode ser substituído por inúmeros quadros de vários artistas renomados no D'Orsay. Claro que bom mesmo é poder fazer as duas coisas, mas vai que o sujeito adora arte e tem só meia tarde... D'Orsay. Fica a dica.

Beijocas,
Rita

disse...

Otimas dicas! A do caça ao tesouro eu não conhecia. Achei genial!

Eu fui no passeio do esgoto no meu 1° em Paris e achei interessante. Melhor ainda para quem ja' leu Les Miserables pq o museu comenta da famosissima fuga do Jean Valjean pelos esgotos de Paris.

Como passeio insolito eu incluiria na sua lista as Catacumbas de Paris. E' meio sinistro, mas é bem bacana também, aprendemos muito sobre como foram construidas as grandes avenidas de Paris e onde foram parar as ossadas dos cemitérios que foram removidos.

Pequena correçao: o onibus 72 sai de Saint-Cloud e nao Saint-Claude (moro aqui do lado). :-)

Beijao!

Bel Boucher disse...

A cour st,. Emilion me lembra o downtown, um shopping center carioca... heheheh.

Mas a promenade plantée é ótima assim como todas as dicas. Amo o 72! Quem pega aquele ônibus de turista que vale uma fortuna para ver a cidade deveria cogitar seriamente pagar 1,70 e pegar o 72.

Glória Maria Vieira disse...

Um dia, quando eu for, irei a todos se der, Manda! UAHUSAHUSHAUHSUASHUAHSUAH Não sei quando, mas irei!\o/ Maior barato!

Caso me esqueçam disse...

que massa! era um post desse que eu tava precisando pra nossa proxima visita a paris. porque sempre que vamos aih ficamos no esquema bar-parque-museu, ja que achavamos que conheciamos a cidade.

pois ta anotado, proxima vez convido camilo pra um esgotinho. :D

Aline Mariane disse...

hmm, saudadinhas de Paris... Daqui menos de um mês estarei ae para as eleições. Acho que é a Nuit Blanche, também, não?!
Sério que os esgotos são legais, é o 2o., uau! Acho que não faz meu estilo... Já caça ao tesouro sim, que legal!! =o]

Amanda disse...

Oi Mariana! De vez em quando eu tbm vou dar uma voltinha no parc de bercy depois do Village, é tão gostoso! O Jardin Y Rabin não conheço, nem os restaurantes perto da biblioteca... Esta anotado!

Barbara, 2 anos sem visitar Paris morando na Alemanha? Ah, ta na hora de voltar! Olha quem fala, eu demorei 3 anos pra por os pés ai! Quando vier, avise!

Rita, to até com vergonha de dizer, mas vc acredita que nunca fui no Orsay? So minha mãe deve ter ido mais de 10 vezes... Eh pra vc ver como tem coisa pra fazer nessa cidade! Sempre falta alguma coisa, assim que é bom.

Dé, eu ia por as catacumbas, mas dei lugar aos esgotos, hehehe! Ah, valeu pela correção, vou mudar!

Bel, o Bercy Village parece o Downtown sim! So que mini, né? ;)

Glorinha, claro que um dia vc vem! Quando vc vier te levo pra conhecer os pontos mais legais!

Luci, Paris é ilimitada! Mesmo ficando no esquema bar-parque-museus da pra varias muuuuito! Ja viu quantos bares, parques e museus têm por aqui?

Aline, vamos fazer uma boca de urna?? Ah, esqueci que vc não é Dilma! A gente combina de votar na mesma hora pra se encontrar!

Helena disse...

Na minha listinha de coisas a conhecer quando voltar a Paris estão:

- Oussements de Paris
- Bercy Village
- Temple de Sybille no Parc des Buttes Chaumont

Agora vou acrescentar mais alguns da tua lista :)
Uma coisa que eu adoro em Paris são as passagens e galerias. Uma que eu achei linda é a Passage du Grand Cerf. Tem também esse site que dá dicas de percursos: http://www.passagesetgaleries.org/

Um abraço e bons passeios em Paris :)

Caso me esqueçam disse...

ah, que bosta! hoje eu acordei com inspiracao pra escrever sobre a origem do meu feminismo e... lola ja anunciou o concurso! uahuahuahauhaua alias, nao eh engracado hehehe tudo bem, passei batido mesmo. eh que esses posts sobre a viagem tao me sugando!

bom, de qualquer forma, o primeiro voto do concurso ja foi pra tu, oh! hehehe ja que eu nao posso votar em mim mesma, voto nas amigas (eh, eu nao sei brincar). na segunda rodada, voto na rita e depois na que tiver mais voto. hohoho

agora, vou ler os posts hehehe
=*

Helena disse...

Acho que escrevi errado um dos lugares que quero visitar: é "Ossuaire de Paris". Alguns chamam de catacumbas, mas o ossuaire abriga uma parte apenas de todas as galerias, as demais (catacumbas) estão oficialmente fechadas ao público (mas muita gente vai) :)

Renata disse...

Amanda,

Sempre leio o seu blog...Estou escrevendo sobre os passeios de patins e fiquei sabendo que tem uma loja que aluga e ainda dá cursos...Acho que ela faz parte do passeio de domingo. Vou dar uma olhada e te falo o nome dela. Fui no passeio de sexta, não vou poder ir no outro passeio nesse domingo, só no próximo. Mas irei :P
Adorei as suas dicas, vou fazer todas. Parabéns!! Um dia quero ficar tão entendida de paris quanto vc ...:P

beijosss

Iara disse...

Às vezes eu não comento porque falar de Paris me deixa saudosa. Gosto do Cour de St Emillion. Ia bastante à Cité, porque uma amigo na vivia lá. No mais, acho que não conheço nada do que você contou (fomos a Basilique um dia, mas quando chegamos, estava fechada). E, menina, vá ou Orsay. É muito legal, você tá perdendo.

Poo disse...

Oii,
Adorei as dicas, umas eu conhecia e outras nao, vou super aproveitar...
Uma curiosidade, a Maison du Brézil na Cite U foi feita por Le Corbusier, arquiteto frances, pai do modernismo e amigo de Niemeyer.
Bisous!!!

Gabriela disse...

Oi Amanda, acabei de conhecer seu blog e me identifiquei infinitamente com muitos tópicos, não consigo para de ler!! Ja morei diversas vezes temporariamente em Paris, passei praticamente o mesmo perrengue trocando de um apê legal e espaçoso pra uma chambre de bonne!! Tmb tenho meus produtinhos preferidos e meus recantos nada convencionais!! Tmb sou carioca e estou levando meu novo vicio adquirido no calçadão, patins!!! Enquanto me perguntava se valeria mesmo a pena levar esse trambolho, leio o seu post sobre as saidas organizadas pela cidade!!! Adorei, brigada e parabéns pelo blog!!! Inteligente e divertidissimo!!!

José Erigleidson Eri disse...

Dicas anotadas! Descobri seu blog por acaso, procurando saber sobre HQ em francês, mas vou continuar seu leitor agora.

Camila disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Janaina Ramos disse...

Adorei seu blog Amanda!!
Vou para Paris com meu namorado no final deste mês e peguei várias dicas aqui!!
Gostaríamos de saber se lá existe algum lugar para se dançar gafieira, forró ou alguma coisa do tipo...rsrs
obrigada!
bj

Fabio F disse...

Ola Amanda...descobri teu blog estes dias e achei ótimo. Como já fui a Paris algumas vezes e muitas fazendo os circuitos normalmente turísticos, achei tuas dicas ótimas.
Já se passaram alguns anos desde este post. Vc ainda recomenda, todos os passeios. Fiquei muito curioso principalmente com o Promenade plantee. Ainda é seguro vale mesmo a pena??? Irei em dezembro.
Parabéns pelo blog. Muito bom

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...