quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Top 10 - O que o turista não deve fazer em Paris

10- Comprar perfumes
Foi-se o tempo que a gente precisava viajar pra Europa para pode comprar perfumes e cosméticos. 97% do que tem na França, tem no Brasil, e muito mais barato. Não vale a pena gastar dinheiro aqui com isso, guarde para os chocolates, esses sim são bem melhores do que na terrinha! Então quando você anunciar pra familia e amigos sua viagem à França e eles começarem a fazer a listinha de perfumes favoritos, avise logo que na esquina da casa deles tem o mesmo produto e bem mais em conta. Ou se você quiser impressionar, compre tudo no freeshop do aeroporto brasileiro e engane todo mundo.

9- Falar grosserias em português
Ja ouvi tantos brasileiros nas ruas de Paris falando besteira e achando que ninguém entendia que achei que valia a pena colocar essa dica aqui. Primeiro, aqui tem muitissimos brasileiros e eles não vão puxar papo com outros brasileiros so porque ouviram uma lingua familiar. Então aquela pessoa do seu lado do metrô pode estar entendendo toda sua conversa, mas achou melhor não se intrometer so pra dizer "Ei, eu também sou brasileiro!". Segundo, aqui também tem muitos portugueses, africanos e franceses que falam português, que acreditem, são bem mais do que a gente pensa!

8- Levar lembrancinhas pra todo mundo
Poxa, Paris é uma cidade cara. Cada lembrancinha comprada tem um peso importante não so no bolso do turista, mas na mala também! Além do mais, lembrancinha por lembrancinha, ninguém liga muito mesmo, dai o presente acaba esquecido na estante e você deixou de comer naquele restaurante mais legal. Se for pra levar alguma coisa, que leve algo significante para a pessoa, senão é dinheiro gasto à toa.

7- Pegar metrô sempre
Ta certo que metrô é a forma mais facil e rapida de se locomover em Paris, mas se você ta turistando, pra que tanta pressa? Os ônibus de Paris também são muito eficientes, custam o mesmo preço (e a gente ainda pode usar durante 1h30 o mesmo bilhete, desde que não seja a volta da mesma linha) e ainda nos da a oportunidade de apreciar a vista. As vezes quando eu viajo pra um lugar novo e fico cansada de andar, pego um ônibus qualquer e vou olhando a paisagem. Eh um jeito barato e pratico de fazer turismo. Não recomendo taxis, que são super caros e bem dificeis de encontrar aqui na cidade luz.

6- Pensar em real
Pisou na França? Esqueça seus reais, senão você corre o sério risco de endoidecer.  Não faça as contas pra saber quanto vai custar o almoço no restaurante ou o cafezinho na sua moeda, porque você vai se assustar. Não adianta nada sofrer pensando que seu chopp custa mais de 15 reais. Como diz aquele ditado: ta no inferno? Abraça o capeta! Se você decidiu passar uns dias em Paris, ja sabia que era caro, então separe uma quantia diaria de euros para gastar e pronto, não converta!

5- Perguntar para um francês se ele toma banho
Não é porque você esta de férias, se sentindo livre e feliz num lugar novo, achando que é a mais extrovertida das pessoas, que num momento de descontração você tem o direito de perguntar para um francês se ele toma banho. Primeiro que ele corre o risco de não entender. "Como assim se eu tomo banho? Ué, todo mundo não toma banho?". E se você se der o trabalho de explicar toda a historia, pode até ser que ele ache engraçado, mas la no fundinho provavelmente vai se sentir ofendido. Você não se sentiria?

4- Trazer muita bagagem
Vou contar um segredo. Os franceses, de maneira geral, ligam bem menos para moda do que os brasileiros. Aqui eles misturam cores nada a ver, usam all star em tempo integral e, pasmem, repetem roupas! Então não adianta muito entupir a mala com seus 15 pares de sapatos, se os proprios franceses usam o mesmo todo dia, e o mais confortavel possivel. Calça jeans, duas da pra viagem inteira (independentemente de quantos dias você pretende ficar). No verão umas blusinhas e um casaco; no inverno, um casaco e um casacão. Pronto, você esta pronta para Pari! Se quiser mudar de visual nas fotos, vai de Photoshop que é mais pratico.

3- Ir a restaurantes caros
Quer dizer, você pode gastar seu dinheiro onde quiser, mas evite os restaurantes turisticos: eles são caros demais para o prazer que proporcionam. Em Paris existem excelentes restaurantes, com preços em conta e com muita fartura. O quartier de Montparnasse é um dos lugares onde se pode encontra-los. A melhor coisa é perguntar para as pessoas que moram por aqui, elas sempre conhecem um lugarzinho secreto. O que não da é pra ir num restaurante super turistico e voltar pra Brasil dizendo que na França de come mal, que a refeição é cara e em porções de passarinho. Basta saber procurar.

2- Tentar falar inglês com o jornaleiro
No Brasil, o jornaleiro fala inglês? Então por que na França ele falaria? O mesmo vale para o funcionario do metrô, o garçon, o vendedor de crepes, etc. Se você não fala francês, o melhor mesmo é pedir informações para os transeuntes, pois você tera bem mais chances de cair em alguém que possa te ajudar. Além do mais, os jornaleiros ja estão tão cansados de dar informações, que pode te dar uma patada.

1- Fazer passeios que não te interessam
Se você detesta museus (como eu) pra que perder tempo entrando em todos eles so pra dizer que entrou? Se você nunca teve curiosidade em visitar a Disney e não curte brinquedos que te sacodem, pra que gastar 50 euros no ticket da EuroDisney so pra ter uma foto sua abraçando o Mickey? Se sua viagem foi programada para relaxar, dar um tempo da vida corrida, não tem muito sentido em acordar todos os dias às 6h da manhã pra poder conhecer absolutamente TUDO que Paris tem a oferecer. Pense um pouco mais no que você quer fazer, do que o que os outros querem que você faça. Até porque, quando voltar, ninguém vai ter paciência de ver suas fotos mesmo.

34 comentários:

Glória Maria disse...

Vou me lembrar disso, caso um dia eu vá à França,Manda!kkkkk
Ah, caso eu esqueça, retorno a esse poste! kkkk
Adorei o poste!
um beijo, flor!*:

asnalfa disse...

Adorei!
Quero o top 10 de coisas que mais gostei na França e coisas que mais detestei.
Bjos

Cristiani Trentin disse...

Eu acho que vc esta enganada em relaçao aos perfumes, creme e afins. Nunca que se compra um perfume no Brasil por menos de 100 reais...

Aline Mariane disse...

olha, mais uma que nao gosta de museus, como minha irma... otimo, econômico! E, aahh, quem me dera que o bilhete pra EuroDisney fosse so 50 euros... hehe Mas é muito legal, recomendo! Mesmo assim, o item 1 nao deixa de ser um bom conselho.
Eu acrescentaria "ir durante o outono / inverno", porque so chove, e "Velib'" no item sobre metro.
Ja sobre os perfumes, o problema de comprar no Brasil é que se corre o sério risco de ser falso. Pra quem nao se importa com isso, vale comprar la. Ja os cosméticos de qualidade, aqueles que no Brasil se compra em farmacia, aqui na França é mais barato.
Otimo Top 10, como sempre!! Bjss!!

Maíra disse...

Obaaaaa! Adoro Top 10!

10- Perfume sempre vale mais a pena comprar no Duty Free mesmo, porque aqui o preço é bem alto. Não sei se é tão caro como é no Brasil, mas no mínimo é equivalente.

9- Brasileiro tem mesmo mania de ficar falando merda na rua achando que ninguém tá entendendo. Já ouvi cada barbaridade... de gente falando mal de franceses até a descrição completa de uma noite de sexo ardente. Ai, quanta vergonha alheia.

8- Aaaaah, tensa a história do presentinho. Pra comprar porcaria é melhor mesmo nem comprar. Eu sempre vou no chocolate, que é certo de agradar.

7- Acho genial ônibus também. Mas é bem mais complicado que metrô, principalmente pra quem tá aqui turistando. Uma boa também é andar a pé... sempre tem alguma coisa interessante pra ver.

6- É a velha frase: quem converte não se diverte! De fato. Tenho nervoso de gente que fica pensando em real e acaba não se divertindo.

5- Indelicadíssimo mesmo.

4- Sou totalmente a favor de viajar leve, ainda mais que mala grande e pesada não é nada prático. Sempre tem uma lavanderia por perto, caso precise. E pra resolver o problema de parecer igual tudo dia, uma dica: acessórios. São leves e podem mudar completamente o visual.

3- Pois é. Geralmente os melhores restaurantes não são aqueles que estão nos guias.

2- E o lance é que brasileiro tem mania de já sair falando em inglês, achando que todo mundo é obrigado a entender. Um bonjour antes de começar sempre ajuda.

1- É pra dizer "eu estive lá". Realmente, não faz o menor sentido ir a lugares que não interessam.

Eita, acho que você me inspirou :-)

Beijos

[Bruno, o Winckler] disse...

Quem dera tivesse eu lido essas dicas antes de ter viajado a Paris. Ótimo texto.

Mariana disse...

Vou morar na França, daqui 1 mês, e estou adorando seu blog!!!
Continue escrevendo!
Com ctz vai me ajudar mto!
Bjo

Cris disse...

topico 6 - tenho um ditado melhor "quem converte não se diverte" kkk Usei muito e acho ótimo. Depois, o Rio anda tão caro que, se vc fugir dos lugares turísticos, é capaz de encontrar preços mais baixos que aqui mesmo convertendo (to chocada!!! tá tudo uma fortuna aqui!!!)

topico 2 - O jornaleiro pode não falar inglês (acho q o rapha se entendeu com um, mas ele tb não fala inglês, não sei em q língua se comunicaram ahaha), mas no metro falei com alguns funcionários e, pasmem, foram super simpáticas.

topico 9 - o rapha fez isso, pelo telefone com o irmão. não tava agredindo ninguém, mas tava falando umas baixarias pessoais. Eu chamei a atenção e ele nada, 2 minutos depois de desligar o tel, uma brasileira começa a puxar assunto com a gente. Ele ficou super sem graça e nunca mais fez isso kkkk

adoro seu top 10, bjao

Cris disse...

topico 6 - tenho um ditado melhor "quem converte não se diverte" kkk Usei muito e acho ótimo. Depois, o Rio anda tão caro que, se vc fugir dos lugares turísticos, é capaz de encontrar preços mais baixos que aqui mesmo convertendo (to chocada!!! tá tudo uma fortuna aqui!!!)

topico 2 - O jornaleiro pode não falar inglês (acho q o rapha se entendeu com um, mas ele tb não fala inglês, não sei em q língua se comunicaram ahaha), mas no metro falei com alguns funcionários e, pasmem, foram super simpáticas.

topico 9 - o rapha fez isso, pelo telefone com o irmão. não tava agredindo ninguém, mas tava falando umas baixarias pessoais. Eu chamei a atenção e ele nada, 2 minutos depois de desligar o tel, uma brasileira começa a puxar assunto com a gente. Ele ficou super sem graça e nunca mais fez isso kkkk

adoro seu top 10, bjao

Neide disse...

Adorei o poste!
Mas não concordo com os perfumes e cremes , acho aqui ainda mais barato.
No Brasil é muito caro perfume francês, pelo menos em Brasilia. Creme hidratante então...

Ana disse...

Também adoro o seu blog, mas não concordo com o item dos perfumes.. perfume francês no Brasil é muito mais caro, mesmo convertendo!! eu vejo sempre antes de comprar pra levar, no freeshop as vezes é mais barato, mas tem poucas opções.. e as lembrancinhas?? é um drama isso.. se chegar de mão vazia o povo olha torto, se levar uma coisinha vai pro lixo, o que fazer??

Amanda disse...

Mas gente, perfume na França também é muito caro! Ou sera que estou comprando no lugar errado? Eu não encontro por menos de 60 euros! Cremes sim, minha mãe quando vem enche a mala de cremes, mas perfumes ela deixa pra comprar no aeroporto mesmo.

Maira, sua lista ficou melhor do que a minha! :)

Anônimo disse...

Amanda,
soh para voce ter uma ideia da diferenca dos precos de perfumes: o J'adore da Dior custa em torno de 100 euros na Franca (no site da Sephora), aqui no Brasil nao sai por menos de 399 reais, o que da mais ou menos 150 euros.

Mariana disse...

POxa, eu sou super-defensora dos museus!! Acho que o Louvre no primeiro domingo do mês é uma roubada porque fica tão cheio que vc nem consegue ver obra alguma, mas fora isso, acho que os museus podem oferecer supresas maravilhosas... e sempre tem aqueles museus inusitados que também podem render passeios bem legais!
Outra dica é ver com antecedência (via internet, claro) ingressos para peças (para quem fala francês) ou para concertos e espetaculos de dança, pois os artistas mais renomados ( e até os não tão renomados mas muito bons) vivem passando por aqui! Não recomendo a Comédie Française a não ser que o turista fale muuuito bem francês e ja esteja familiarizado com os textos do Molière, Racine e cia...

Outra dica: não ficar em hotel! Alugar um apê em Paris por uma ou das semanas não é nada dificil e vale muito mais à pena, além de dar a possibilidade de cozinhar em casa e economizar na comida fora, que é ridiculamente mais cara que os ingredientes no supermercado!

bjuuus!

patricia disse...

Oi Amanda,

engraçado que o tópico 1 da sua lista me faz lembrar as vezes em que tentei mostrar as minhas fotos a amigos e realmente, quase ninguém tem paciência de ver todas. Também tanto de foto q eu tirei rrsss

E os perfumes realmente muito caros, mas qndo estava aí e como não tinha grana p comprar um bem melhor, comprei 3 de uma tacada só, tacada não, promoção mesmo: 10 euros rrsss Comprei de uma senhora, num quiosque, no meio da rua. Mas valeu a pena, pois 2 deles são muito bons e posso me dar o luxo de usar um perfume made in france. Mas será se esse negócio q uso é francês mesmo? rrss

Bjoos p vc
Parabéns mais uma vez pelo que escreve!

Rackel disse...

Nossa, eu amei esse post!

Como estou morando aqui (e fico pelo menos por 1 ano), não fiz essas coisas de turista, nem estou preocupada com isso. Mas tb tenho amigos q pretendem vir de visita e com certeza vou mandar o link desse post para eles! As dicas são ótimas. E eu tb incluiria a opção "venha no verão europeu", pq pra uma carioca como eu, vir a Paris no inverno pode ser - no mínimo - um pouco frustrante...

Quanto aos perfumes, nossa, é uma barbaridade os preços q eles têem aqui! Eu mesma já falei pra varios amigos q na Dutty Free é muuuuito mais em conta, até pq, eu fui promotora de vendas na Dufry...

rsrsrs

Anônimo disse...

adoreiiii....estive em paris a 3 meses atras...comprei alguns perfumes... quando cheguei aqui na minha vida peguei um susto de caro que eles são aqui...na verdade não ligo muito pra essas coisas mais gostei dos toque principalmente do banho rsssrsrsrsr que não é verdade...fui só para conhecer a familia do meu futuro marido que é frances...passei natal e ano novo e volto em agosto para casar...bom adorei tudo voa add nos meus favoritos..na verdade estava procurando como são os homens franceses...porque o meu é romantico demais...não somos acostumada aqui no brasil com esse tipo de homem....as vezes me parece estranho....mais amo demais!! beijos

Luciana disse...

Estou lendo o blog pela primeira vez e gostei muito dos textos.
Apenas faço algumas observações:
1- as dicas do que não fazer são bastante úteis. Senti na pele algumas delas. Realmente não vale a pena levar muita roupa. Como fiquei indo de um hotel-apartamento para outro, uma mala mais leve é essencial para cruzar a cidade (até pq se tem uma coisa que detestei em Paris foi a falta de acessibilidade em algumas estações de metrô.)

2- discordo na questão perfume. Em Paris são mais baratos. Na Sephora comprei muita coisa bem mais em conta do que no Brasil. Estavam inclusive mais baratos que no Dutty free. A loja ainda dar uma espécie de nota fiscal onde descreve o valor do produto, imposto pago e imposto abatido (caso compre mais de 175 euros, se não me engano.

3- comprar lembracinhas é o fim para quem só quer descansar e curtir a cidade. Vc perde horas procurando e comprando. Muitas ruas como a Rivoli ficam lotadas, o que é realmente desgastante.

4- quando estive na cidade fiquei impressionada com o número de brasileiros. Em qualquer canto que vc vá, sempre encontra um brasileiro. E por incrível que pareça não tive dificuldade em usar o inglês. Também achei simpático que muitos franceses se esforçassem para falar um pouco de português. Mas é interessante saber algumas palavras em francês. É sinônimo de educação e facilita muito a relação com eles.

Por fim, achei tudo muito bom... o blog é ótimo. espero que tenha dito sucesso na sua dissertação.

luisa disse...

adorei te conhecer! digo, seu blog.
sucesso!
=D

paaane disse...

Que post irado!
ameeeei :D
beijão
Thais

Mariana disse...

haha Ótimo esse post! acho que quando eu for pra França vou escolher outra cidade pra ficar... Paris está muito cara!
^^

Anônimo disse...

Ahhhh vou me lembrar dissol.... Kkkkk vou agora em julho aí p françA *-*. Nossa q bom q a eurodisney e só 50 euros!!!!! Mas acho q n e a mesma coisa q a Disney dos eua neh?? Kkkkk
Adoreii km

Anônimo disse...

Ahhhh vou me lembrar dissol.... Kkkkk vou agora em julho aí p françA *-*. Nossa q bom q a eurodisney e só 50 euros!!!!! Mas acho q n e a mesma coisa q a Disney dos eua neh?? Kkkkk
Adoreii km

Amanda disse...

Ai meu deus, olha eu dando informação errada! Anônimo ai de cima, acho que 50 euros é so quando tem super promoção, o preço normal é bem mais alto... :/

Anônimo disse...

Você é bem sincera e prática em suas dicas. Amei!

Anônimo disse...

É cômico pensar que alguém vai a Paris para não ver museus ou conhecer a cidade. Ir a Paris para não curtir o que ela tem a oferecer? Para "relaxar"? Conhecer não é relaxar? E mais: se foi para relaxar e não conhecer, não tinha outro lugar mais barato? :o)

Késia Mota disse...

Amanda, gostei muito das suas dicas, nesta postagem. Estou seguindo o teu blog. Muito bom, parabéns.

Obrigada pelo comentário, lá no meu espaço. Vou rever o filme Wimblendon e ver o outro filme, que você recomenda como não machistas. Valeu!

Abraços.

Vó Su disse...

A-DO-REI!
Nunca vi post mais objetivo e real!!! rsrsrs
É bem por aí....

Sara disse...

Concordo com você com este post. Você não precisa ir a Paris para comprar perfumes. No Brasil, existem muitos perfumes ricos e econômica. Muita variedade de perfumes, perfume sedutor para uma saida e perfumes para o dia e ir trabalhar.

Unknown disse...

Posso falar a verdade? Porque sou brasileira SIM,e acho até legal você querer dar dicas e mostrar um pouco de sua vida ai em Paris. Mas acho que você renega suas origens! Em quase todos os seus posts você diz que Brasileiro faz isso, e aquilo, e os franceses são sempre melhores que nós, em costumes, etc... Não concordo com você, e não se vanglorie tanto com sua vidinha ai. O mundo dá voltas, e vai que você precisa voltar pra cá? EU ME ORGULHO DO MEU BRASIL.
Desculpa, mas esta é a minha opnião.

Bianca Mendes disse...

Adorei suas dicas, muito obrigada.

Erica & Junior disse...

Amei o Blog... mas tenho uma contraditóra rsrsrs
Eu falei em inglês com o Lixeiro na Italia, com o rapaz que trabalha no caixa do mercado, bem como as pessoas no metrô. .E, pasmem, todos falavam inglês :)Na Alemanha a mesma coisa, em Berlin todos falavam Inglês. O cara da mini lanchonete, o policial, o carinha do metrô e do caixa do mercado, todos foram muito receptivos comigo.
Acho que isso só se aplica na França e no Brasil mesmo. Mas ficarei atenta a não falar inglês com essas pessoas, não devem ensinar inglês como segunda língua como na Alemanha e Italia, prefiro não receber patadas.

Raquel Lyra disse...

Olá Amanda, viajarei para Paris em 1º de Setembro deste ano e adorei suas dicas. Estou em dúvida sobre como é o tempo neste período, e portanto que tipo de roupas levar.
Poderia me ajudar?

Gracielle Aguiar disse...

Amanda, ppde me deixar teu email? O meu eh gracielleaa@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...