domingo, 28 de fevereiro de 2010

Pena de morte

Entre os dias 24 e 26 de fevereiro, aconteceu em Geneva o 4° Congresso mundial contra a Pena de Morte. Atualmente, 58 dos 197 paises reconhecidos pela ONU ainda aplicam a pena capital como punição maxima para certo crimes, numero considerado ainda alto para os defensores da abolição da medida. Mas na verdade, apenas cinco paises são responsaveis por 90% de todas as execuções no mundo: China, Irã, Arabia Saudita, Estados Unidos e Paquistão. A China é a grande campeã, com mais de 1.700 mortes em 2008, segundo a Anistia Internacional. Depois vem o Irã, com 346 execuções no mesmo ano.

Os Estados Unidos e o Japão são dois dos poucos paises democraticos a manterem a pena de morte. Apesar de 15 dos 35 estados americanos ja terem proibido a pratica, os outros 20 estados foram responsaveis por 37 mortes em 2008, 18 deles somente no Texas. Portugal foi o primeiro pais europeu a abolir a pena de morte, em 1867 e a França foi a 36° nação do mundo a fazer o mesmo, ja tarde, em 1981. Fiquei chocada quando descobri que o método utilizado pelo franceses era a guilhotina! Pensei que fosse so um aparelho arcaico e barbaro da Revolução Francesa, mas que nada, ele estava na ativa até pouco tempo atras!

No site da associação organizadora do congresso, Juntos contra a Pena de Morte, descobri uma possibilidade muito interessante e quis compartilhar aqui. Alguns condenados à morte dos Estados Unidos estão à procura de um pen pal, alguém com quem trocar cartas. A lista dos detentos e detentas esta aqui, onde alguns deles se apresentam e dizem quais seus interesses, seus hobbies e o que esperam de uma relação pen pal. Quase todos procuram correspondentes e inglês, mas tem alguns que são de origem latina e eu vi um que até fala francês. Alguns deles também falam que se sentem sozinhos, recebem poucas visitas e que poder escrever para alguém seria um escape. O site da uns toques, dizendo que trocar correspondências com um condenado à morte pode ser uma experiência muito marcante, mas é importante a pessoa estar certa se quer fazer isso mesmo, pois abandonar assim de repente não é legal. Outra dica importante é não criticar o tempo todo o sistema juridico americano, porque isso so vai frustrar o preso.

Se alguém se aventurar, volte aqui pra contar.

13 comentários:

Bel Boucher disse...

Pois é, a França sempre nos surpreende. Essa da guilhotina eu já sabia. é realmente supreendente. Tem também os direitos de votodas mulheres , que aconteceu bem tarde também: em 1945. Isso depois de um vai-e-vem de direitos, se não me engano.


Ah, outro dia estava pensando e colhendo algumas informações sobre o poder do Lula como mediador em questões internacionais. Isso é muito mal explorado e falado na mídia. Na verdade, não sabemos disso direito. Dizem que Obama pediu para ele mediar a questão com o Irã. Não sei o quanto isso é verdade, mas me pareceu interessante. Agora lula foi pra Cuba... sei não, mas se você souber, gostaria de entender melhor o papel do nosso presidente nessas questões. Quem sabe não rende para você um outro mémoire ou uma tese!
:-)

asnalfa disse...

Sou a favor de pena da morte aqui no Brasil e contra no resto do mundo. Acontece que aqui rola impunidade e sempre tem os "direitos humanos" (que sao uma cambada de vagabundos) que fornecem humanidade para os presos e nunca para a familia da vitima.
Aliais, tiha que matar uns 70% de quem mora na favela. Aquilo ali é um antro de bandidagem. Vasectomia em massa!!!

Luna disse...

Eu realmente não tenho uma posição definida em relação a pena de morte. Às vezes eu acho que resolveria muitos problemas. Mas nunca deixo de pensar "e se fizer besteira?"

Esse, basicamente, é o único motivo pelo qual sou contra a pena de morte. Porque não se pode, nem ao menos, tentar consertar. Porque é irredutível e abre espaço para um modo de vida mais, sei lá, autoritário, sabe. Talvez seja meu problema: não consigo confiar no Estado para dar à ele a tarefa de matar prisioneiros.

Interessante essa coisa de escrever cartas. Acho que participaria (exceto os psicopatas, estupradores, pedófilos e serial killers), sei lá, tem criminosos que realmente se reabilitam (imagino que os que buscam "companhia" nas cartas querem viver em sociedade de novo, né? A menos que seja um sociopata cruel e calculista).

Posta mais um TOP 10 de França? Eu gosto tanto! :D

Aline Mariane disse...

o mais interessante é que a guilhotina era usada justamente "em favor dos direitos humanos", por proporcionar uma morte rapida e instantânea. Mas meio espetacular demais, nao?! hehe
definitivamente nao sou o tipo que escreveria para um condenado à morte. Apesar de achar super digno, nao tenho o menor tato!
sou absolutamente contra a pena de morte em qualquer sentido, feita de qualquer jeito e por quem quer que seja. Um erro nao justifica o outro!
PS: vi as fotos do chopp, parece ter sido bem legal!! =o] estarei nos proximos!! Bjss!!

Glória Maria Vieira disse...

Eu sou à favor da pena de morte para alguns casos SIM! Não sou em sua totalidade, pq matar por besteira não é justo, mas eu tbm não creio que ela seja aplicada por "besteira"! Se não quisesse morrer, não tivesse matado! (...)Ah, isso me dá nos nervos, sabe Manda?! Quando vejo o sofrimento
dos familiares e ainda vem uns engraçadinhos dizer que "ele (a)" tem direito de viver. E o criminoso tem direito de matar tbm? CLARO QUE NÃO, poxa!:S Entretanto, sou sim à favor de.

XMaritoX disse...

Sou contra a pena aplicada pelo estado, mas aceito o coletivo aplicando em alguns crimes reais. Seria lindo isso sendo aplicados em todos os políticos, lindo e justo. Crimes contra o pobre também sou a favor; exploração, roubo, assassinato etc. Mas sempre aplicado pelo povo, nunca pelo estado. Acho um absurdo o que é considerado crime por esses países que aplicam a pena capital; homossexualidade, alguns roubos, traição. Sem falar, mas já falando, do femicídio liberado em vários países. Aqui no Brasil o homem matar a mulher por se sentir traído era aceito pela lei até pouco tempo, hoje é semi aceito. Crime passional é o escambau! é femicídio.
Outro dia ví um documentário sobre os métodos empenhados e a guilhotina, por mais horrível que pareça é muito rápida, considerada "limpa".
Muitos dizem que no brasil não existe a pena de morte, existe sim, e sem julgamento. O numero de mortes causadas pela polícia é imenso. Grande parte delas são causadas por tiros na cabeça, face e disparos feitos de cima para baixo, o que caracteriza execução.
Sei lá, sou suspeito, gosto de como foi proposto na comuna de parís, todo mundo armado e defendendo o seu próximo. E sou fã de Jules Bonnot, que foi morto pela polícia francesa.

Amanda disse...

Bel, é verdade que os direitos femininos tiveram espaço bem tarde na França, um horror! Senti sua falta no chopp, viu?! Quanto ao Lula, vc tem razão, daria uma boa tese! (não pra mim, que to passando longe do doutorado, hehehe). Eh impressionante como o Lula é reconhecido e admirado no exterior. O cara tem o maior carisma e sabe como lidar com questões delicadas. Eu vou pesquisar mais e quem sabe não rende um post? Beijo!

Asnalfa, ja estava sentindo falta dos seus comentarios meigos! Vc acha então que os grupos de direitos humanos so existe no Brasil? No resto do mundo o pessoal não ta nem ai? Esses grupos estão mais presentes fora do Brasil do que dentro dele! Talvez se tivesse mais humanistas militando por ai, o pais não estaria do jeito que esta.

Luna, concordo com vc. Pra mim, so pelo fato de pessoas inocentes poderem ser condenadas à pena de morte, ja é motivo suficiente contra. Se uma pessoa inocente for assassinada pelo Estado, ja deslegitimiza a pena de morte.

Amanda disse...

Aline, dizem que é morte rapida, mas ca pra nos, eu prefiriria uma injeçãozinha. So visualizar minha cabeça rolando pra longe do meu corpo me da calafrios!

Gloria, eu entendo sua opinião, mas como disse ai em cima, imagina quantas pessoas inocentes ja foram mortas! Pra mim, a prisão resolve.

Marito, não sei se eu entendi direito, vc ta defendendo a barbarie total? Tipo, linchamento mesmo? Mais uma vez: e se o cara for inocente? Sabe que multidão não pensa muito antes de agir, né? E que grupos não são muito inteligentes...

Cunha, MML disse...

visao interessante sobre o assunto
http://www.trilulilu.ro/00070707000/3fee12c7c31b3c

Iara disse...

Olha, o motivo pelo qual a pena de morte deveria ser extinta, ao meu ver, não tem absolutamente nada a ver com misericórdia contra o criminoso. Eu, por exemplo, não consiguiria me corresponder com esses caras do corredor da morte. E acredito sim que há casos de pessoas pra quem nenhuma reintegração à sociedade é possível. Não sou contra, por exemplo, à prisão perpétua.
Mas o Estado que eu quero pra mim não é o da bárbarie, não é o da lei de talião, nem o que dá o direito das pessoas expiarem seu desejo reprimido por violência executando "párias". E este Estado reconheceria que não é infalível, e que dar um tratamento digno àqueles que se portaram mal só reflete a dignidade do próprio estado, a dignidade da civilização que almejamos. Resumindo, sou bem contra: nada a ver com piedade cristã, tudo a ver com anseio civilizatório.

Georgia Martins disse...

Queria me corresponder, mas o site é em francês!!! Não entendo uma vírgula!
Será q tem alguma alternativa em inglês?

luci disse...

sou contra a pena de morte principalmente por duas questões: a possibilidade de condenar alguém que é inocente é real, afinal, eu ouvi falar que seres humanos são passiveis de erro.

segundo, porque acho que se alguém mata, estupra uma outra pessoa, se ela provoca sofrimento a alguem, ela deve pagar por isso. e acho que prisão é um castigo muito maior que a morte - pelo menos pra mim, que não acredito em inferno.

no futuro a humanidade vai se envergonhar disso.

Rackel disse...

Nossa, q tópico polemico esse aqui!

Sinceramente, podem me julgar 'old fashion' ou 'sem coração', mas eu sou bem a favor da pena de morte no Brasil. Nao sei se seria a favor dela em outros países pois nao tenho conhecimento de causa, mas no Brasil, sou a favor com certeza!

Isso diminuiria os gastos do poder publico com os prisioneiros e tiraria um pouco o sentimento de impunidade q reina por lá... mas sou a favor desde q se prove q a pessoa era realmente culpada do crime, q o criminoso não tenha se 'arrependido' DE VERDADE do q fez e desde q o crime tenha sido grave (tipo assassinato - caso Isabela Nardoni, alguém lembra?! - , estupro, vodoo com criancinhas - vcs viram o caso do cara q infiou um monte de agulhas de vodoo num bebe?! - e esse tipo de bestialidade).

Trafico de drogas, na minha opinião, não seria punido com pena capital. No entanto, eu condenaria a morte num piscar de olhos TODOS os políticos corruptos q roubam o dinheiro público (acho q só assim esses safados tomariam jeito).

Pode me chamar de radical, mas acho q alguns males devem ser cortados pela raíz...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...