segunda-feira, 25 de maio de 2009

A burocracia não entende de relacionamentos

Uma vez por ano sou obrigada a fazer a coisa que mais detesto na França: renovar meu visto. Se tem um lugar onde o mito do francês antipatico é verdade, é na prefeitura de policia. Tenho que voltar nesse lugar sombrio dia 16 de junho e ja estou tendo calafrios. Ano passado eles negaram a renovação. Disseram que não havia provas suficientes de que estavamos casados de verdade. Certidão de casamento, livre de famille, conta conjunta, endereço conjunto, pombas, o que mais vocês querem?! Eles pediram um saldo da nossa conta corrente, o que normalmente é ilegal. Voltamos três meses depois, porque é logico que não da pra marcar pra semana seguinte, e a mulher continuou encrencando, até que não achou mais nenhuma desculpa e foi obrigada me dar o visto.

Não entendo a postura dos funcionarios, eles te olham como se estivessem fazendo um favor. Como se voce estivesse ali pra estragar o dia deles, mas eles, como são muito bonzinhos, vão perder o precioso tempo deles e analisar o seu caso e quem sabe, dependendo do humor deles, a gloria suprema, te presentear com um visto. Alguém avisa pra eles, que eu não queria porcaria de visto nenhum não, que eu não queria nem casar, mas que eles me obrigaram. Uma coisa é certa, a burocracia não entende nada de relacionamentos. Alguém diz pra eles que eu não quero essa titica de nacionalidade francesa, eu so quero poder ir e vir sem problemas e para isso eu preciso de um documento, porque foi assim que eles decidiram que ia ser. Se foram eles que fizeram as regras, que pelo menos cumpram-as com dignidade.

Tudo indica que esse ano não vai ser muito melhor. Ja comecei mal quando liguei pra marcar a entrevista :

- Alô, estou ligando para marcar a renovação do meu visto.
- Numero da carte de sejour.
- Tal tal tal.
- Quanto tempo de casada ?
- Três anos.
- Qual o dia do casamento ?
- O dia do casamento…?

(ao fundo): cheri qual o dia do casamento? Ih, perai, deixa eu pensar. Pega a certidão !

- Pera so um minutinho, moça.
- …
- Achei, é dia tal (claro que ja esqueci de novo).

Ora, eles ja me obrigaram a casar, querem que eu decore a data também?

Não estou bem certa se causei uma boa impressão.

11 comentários:

, disse...

não ha nada que eu tiraria do segundo paragrafo. pois eh, vocês nos obrigaram a casar, entao, segura!

luci disse...

aqui eh luci...

Maíra disse...

Eita! Nunca vi povo para gostar tanto de burocratizar...

Vê se decora a data do casamento, senão essa vai ser a desculpa deles dessa vez! :-p

beijos

Anônimo disse...

Franchement, Amanda. Nao saber a data do casamento?!?! Assim vai acabar voltando pra terrinha. hehe.

Boncurraj. Ça va aller!! rs.

beijos.
bruno pettinelli

Amanda disse...

Pois é, geralmente na entrevista eu to preparada, decoro tudo direitinho. Mas me pegaram de surpresa no telefone!

Bruna disse...

Sheilinhaaaaa, meu deus!!!!
Tava no novo Blog da Tati e me deparei com o seu!!
Nunca soube que você escrevia tão bem,sabia?! limitei-me a reconhecer seu talento pra dança!!!rs Parabéns!!!
Morro de saudade sua, sabia?! Quando aparecer nas terras tupiniquins, manda um sinal de fumaça!!!!
beijo enormeeeee, querida francesinha dançarina
obs: no casório da Tati, vi tia Leila e tratei de falar com ela com um entusiasmo tão grande que não me deixou pensar que ela não me reconheceria(afinal, tem anos que não pinto na rua Uruguai rsrs). Mas, falei assim mesmo!!!rsrs

Amanda disse...

Obrigada Sheilinha!! Vc anda muito sumida, como quer que eu te encontre desse jeito?? Nem da pra mandar mensagem pra vc! Espero que vc volte aqui pra ver minha resposta!
Quem lê assim acha mesmo que eu sou dançarina...
Quando vc vem visitar a cidade-luz pra gente andar por aqui? Muitas saudades!! Beijos!

Bruna disse...

Sheilinha, meu msn é o meu email (tavares-lopes-bruna@hotmail.com). Pronto!!! Agora a gente consegue se falar!!rs
ah é: vc não é mais dançarina(já abandonou o Tchan),mas já foi!! E que baita sucesso você fazia poR lá...rsrsrssrrs
Assim que tiver uns Euros sobrando, vou aí te dar uma bitoca!!!hahahhaah
beijãoooooooo

Rackel disse...

É, eu acho q esquecer a data do casório não causa uma boa impressão não! rsrsrs

Marisa Muros disse...

Fui casada durante 45 anos, e até hoje não sei direito a data do meu casamento! Minha irmã é que me salvava, quando preciso...(para não ter que procurar a certidão!)
As pessoas não entendem, mas para mim e para o meu casamento, isso nunca fez qualquer diferença...!

Anônimo disse...

Adorei este blog , você realmente é ótima.Mas gostaria de ter as respostas juntas como o " merci " como responder e o "Enchanté"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...