quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Post final do amigo-oculto dos blogs

Lembram do pique-nique dos blogs e do amigo-oculto? Então, na reta final a corrente foi quebrada e como eu ja tinha o texto da Bel, que me tirou, resolvi pegar um atalho e publicar o relato dela aqui. A Bel escreve o blog C'est pas vrai e faz mestrado em Paris. Ta aqui o que ela tem pra dizer sobre a cidade-luz:

"E lá se foram dois anos. Dois anos de Paris. Não, não quero parecer rabugenta. Foram dois anos inesquecíveis. Dois anos diferentes. Ruptura mesmo. Fim dos hábitos cariocas, fim do mesmo trabalho levado por sete anos e meio. Fim do mate com biscoito globo, fim dos fins de semana entre amigos numa boa mesa, rindo entre uma garfada e outra. Fim do vento-gosto-de-mar. Fim do Pizza Park salvador das noites sem nada na geladeira.

Ok, fim é definitivamente um exagero. Digamos que é uma pausa, como dizem os franceses.

Pause para Paris me invadir.

Paris é o início de novas tradições.

Paris é 180 graus. Paris é frio, vento e chuva. Paris é cinema, outono-inverno, primavera-verão. Paris é –13. Paris é +32. É verão seco, é praia artificial. Paris é educação. É merci-bonne journée-au revoir. Paris é lavanderia fora de casa. É sair com carrinho e sacola da Ikea à procura da lavanderia menos cara. Paris é solde, é hôtel de ville, é Marais. Paris são gays, judeus e turistas. Paris é turista ! Paris é pressa, corre-corre, empurra-empurra. Paris é navigo. Não, Paris não é mais carte orange. Paris é Pasteur, mãos dadas. Paris é liberdade, sorriso. Paris é tranqüilidade. Paris é mestrado. É sofrimento. Paris é jogo de tabuleiro, é ludoteca, Paris é arte digital, mesmo tendo parado no surrealismo. Paris é préfecture de police, é papelada, carte séjour. Paris é burocracia. Paris é tensão, é alívio. E mais burocracia. É dedicação. É ser estrangeira. Sempre. Paris é Argélia, Tunísia, Marrocos, Estados Unidos. Paris é, Cuiabá, Rio, Sampa. Paris é BH, Recife, Porto Velho. Paris é conhecer o Brasil. Paris é entrar numa farmácia e não pagar pelo remédio. Paris é Assurance Maladie. Paris é língua estranha. Paris é faux-amis. Paris é Saint Denis. É linha 13, metrô lotado, gente fedida. É não tirar o casaco mesmo fazendo 40 graus. Paris é leitura no metrô. É headphone nos ouvidos. Ou na conversa alheia. É descobrir a cada esquina uma nova livraria. Paris não é necessariamente Fnac ou Gilbert Joseph. Paris é piquenique, é queijo, é vinho. É torre Eiffel. Paris é andar. Paris é vélib. Paris é beagle, é buldog francês, é fox. Paris é cocô de cachorro par tout! Paris é gola levantada, é écharpe em homens elegantes, Paris é prêt-à-porter. Paris é Nouvelle Vague, Paris é Carmen Maria Vega. Paris é platéia fria, Paris é platéia participativa. Paris são malas e malas. É a casa cheia com duas pessoas. Paris é aprender a viver em pequenos espaços. É teto de madeira, é parede úmida. É chão de cerâmica de 1900 e lá vai tempo. É chão se decompondo, se desfazendo. Paris são janelas grandes, Paris é pátio interno. Paris é 3ème. Paris é parar e pensar. Pensar no futuro, sobretudo. É rodar e rodar e voltar ao início. Paris é o que eu quero ser quando crescer. É se perguntar onde estarei daqui a um ano. Paris são dúvidas. Muitas dúvidas. Paris é saudade. Paris é novidade. Sempre. Paris é muito mais.

Paris é incrível."

Aproveito para divulgar o terceiro concurso de blogueiras do Escreva Lola Escreva. São 25 textos sobre maternidade. A iniciativa é otima para se conhecer novos blogs. Depois é so ir no blog da Lola e votar no seu texto preferido.

9 comentários:

luci disse...

que legal o post da bel! bel, que legal teu post! apesar de eu concordar com um bocadao de coisas (apesar de nem conhecer paris direito), foi no "paris É ser estrangeira. Sempre" que eu balancei a cabeça positivamente. eh chato isso, viu...

e olha que engraçado (ainda falando com a bel), voce falou de carmem maria vega no meu blog um dia. no dia seguinte, minha colloc tava escutando um album legal. perguntei o que era e adivinha! hehehe muito legal! se tiver um show dela aqui em lyon, eu quero ir!

beijo pra bel e amanda o/

ah, e amanda, eu chego amanha em paris. quer dizer, chegamos... :D

Bel Butcher disse...

Merci, Luci!
Eu escrevi esse post faz tempo. Fiquei com medo de quebrar a corrente e me precipitei. Ainda bem porque o tempo anda cada vez mais curto por aqui.

Que bom que gostou de Carmen Maria Vega. Gosto muito. E, se você gostou, tudo indica que seu francês avançou!! E muito! Tudo bem que ela articula bem as palavras, mas ela canta rápido. Bom, imagino que você não terá problema de arrumar um show dela porque ela é de Lyon.

Ah, então você vem a Paris!!! Putz, acho que não consigo ver vocês. Segunda partimos para uma viagem e devemos correr de um lado para outro para deixar tudo pronto e ainda fazer malas...

Amanda, obrigada pelo post!!!
já vi umas falhas no texto.. aiai.

bjs aas duas.

Maragreth Travassos disse...

Ola, Amanda!

Ando sumida so dos comentarios. E esse meu sumiço se deve a uma fase meio ranzinza que ja esta passando. Mas, nessas horas, eu faço voto de silencio, da super certo.

Agora que rompi eu tratado pessoal de manter a boca serrada, aproveito pra expressar meu apreço pelos posts 'jornalisticos'. Eles sao otimos! Quando leio qualquer coisa que acho interessante, fico na expectativa de ler, também, sua analise e seus comentarios, as vezes coincide como , por exemplo, A revolta da vacina.

Tomara que haja outras - muitas - coincidencias.

O post da Bel esta excelente, retrata bem as variadas facetas dessa cidade que nos sorri e tb nos devora.

Beijinhos

Tina Lopes disse...

Oi, Amanda, vim agradecer o elogio no post maternal e acabei adorando seu blog também. Aliás, a Lola só tem leitoras chiques, internacionais, uma coisa. Bjk!

Tânia disse...

Bel, que post poético.
Gostei muito do "Paris é conhecer o Brasil" pois isso é algo que eu realmente não esperava. Não esperava ter que vir pra Paris pra cohecer gente de tantas regiões diferentes do Brasi. Muito legal!

Beijos para todas as participantes do amigo aculto. Que pena que a corrente foi quebrada. Quando seréa o próximo round?

Mariana disse...

Adorei o texto da Bel! fechou com chave de ouro o nosso amigo secreto versão blogsfera!
legal a divulgação do concurso da Lola, ja sabia por outro blog que acompanho e foi indicado, mas valeu a lembrança, ja tinha esquecido completamente... e olha que esse assunto muito me interessa!!!

hehe
bjuus!

Bel Boucher disse...

Valeu, Mariana! Foi um prazer ter postado por aqui.

lola aronovich disse...

Obrigada por ajudar a divulgar o concurso, Amanda!

patricia disse...

Oi Amanda,

conheci seu blog em setembro desse ano, quando fui pela primeira vez à França. Passei quase três meses e aproveitei grande parte desse tempo pra ler.
Um belo dia por exemplo, tava procurando na net como usar vous et tu, quando conheci seu blog. É q nesse dia estava prestes a conhecer a mãe do meu namorado e tinha dúvidas de como utilizar esses pronomes. Suas dicas me ajudaram. Parabéns, amo ler o q vc escreve, me "encontrei" um pouco nos seus textos.

bisoussss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...