quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Lot, amor à primeira vista - parte 1

Confesso que não gosto muito de posts de viagens. Nos blogs que leio, esses textos são o que menos me interessam. Então eu também evito escrevê-los, porque acho que nunca vou conseguir explicar todas as sensações de uma viagem, todos os sentimentos e as fotos tampouco fazem jus à beleza do lugar. Mas dessa vez eu quero deixar registrado um pedacinho da viagem que ando fazendo, nem que seja pra eu ler mais tarde depois e lembrar das sensações. Aviso logo que é um post longo e cheio de fotos (obrigada Luci por me ajudar a carrega-las!)

:)

Depois da casa da Luci, pegamos o trem rumo à Toulouse (onde moram os pais do cheri) para pegar o carro e começar nossa road trip. Primeira vez que acampo de carro, minhas viagens até aqui sempre foram no perrengue de levar apenas o que você pode carregar, então dessa vez enchemos a mini-caminhonete de tralha. Levamos até mesa, minha gente! Nunca na historia desse pais pensei um dia em levar cadeiras pra acampar. Engraçado que todo mundo no camping tinha não apenas mesa e cadeiras, mas rede, churrasqueira, todos os utensilios de cozinha e até microondas. Sem contar os campings que têm tudo que você pode imaginar: de quadra de tênis e mini-golfe até piscinas imensas e varios brinquedos pras crianças. Acampamento na França é uma instituição, tem toda uma infra-estrutura por tras.


Então fomos no departamento do Lot, no sul do pais. Cheri conhece bem a região, suas raizes estão ali. Sempre ouvia ele falar dessas cidadezinhas e ficava imaginando como era e so agora pude constatar com meus proprios olhos. E olha, minha imaginação estava longe da realidade: era impossivel eu imaginar algo tão, mas tão lindo! Porque ele até dizia que era bonito e tal, mas sabe como é né, somos suspeitos pra falar da nossa região de origem. E dei graças aos céus que ele me levou até ali, pois eu nunca tinha ouvido falar em Lot e com certeza não teria ido se não fosse por ele. Alias, não cruzei nenhum brasileiro (nem latino, nem americano, nem asiatico, nem africano, nem europeu do leste) durantes os cinco dias que ficamos la. Os poucos turistas eram 80% franceses e o resto era alemão, belga, inglês e holandês. Engraçado como essas nacionalidades descobriram a região e fizeram uma corrida pelas ruinas para depois reforma-las e transforma-las em casas de campo. Tem muito proprietario inglês por ali.

Ficamos na cidadezinha de Marcilhac-sur-Céné e dali iamos passear pelo arredores. A primeira cidade que paramos, Espédaillac foi a que eu mais gostei, não sei se pela novidade, ou simplesmente porque ela era bonita mesmo. E o melhor, sem nenhum turista! Eu disse nenhum. Os moradores são muito simpaticos e depois de 4 anos em Paris, estranhei quando todos eles me cumprimentavam quando me cruzavam. Espédaillac é uma daquelas cidades que a gente acha que não existe mais, que vimos apenas nos filmes antigos de guerra. Pois sim, elas existem e estão ali no Lot. E eu mal pude crer nos meus olhos, tamanha era a beleza.

As casas são sempre de pedra

Aquela argolinha servia pra prender os cavalos

Casa dos hobbits?

Posso morar aqui?

 Depois passamos por duas outras cidadezinhas, Quissac e Caniac. O bisavô do cheri era de Quissac e andava todo dia 8km pra ir e voltar da escola, que ficava em Caniac.


Achei as cadeiras um charme e parece que o chão foi feito com pedras de uma antiga via romana

Achamos dois antepassados do cheri na listinha da 2a GM


Primeira vez que vejo uma mulher guerreira numa igreja. Imagino que seja Joana D'Arc


Paramos numa floresta no caminho e eu aproveitei pra experimentar a culinaria local. Pas mal!
Continua...

7 comentários:

luci disse...

"aviso que o post eh longo". hehehe o post sempre eh longo pra quem escreve, pra quem lê sao somente 50seg!

"achamos dois antepassados do cheri na listinha da 2a GM" que massa! quer dizer, que triste que eles estejam la.

depois dessas nossas ferias, da pra concordar que essa coisa de camping na FR eh realmente uma instituicao, como tu falasse! nada a ver com os que fui no brasil! bom, mas sobre isso eu falo no blog depois. me empolguei agora com tua atualizacao, acho que vou continuar a escrever sobre a viagem!

nao deixa de postar nao, ô! se precisar, eu ajudo, nao deu trabalho nenhum!

até ja ja!

Helena disse...

É incrível que na França todo canto tem suas belezas e, o melhor, é que muitos são desconhecidos dos estrangeiros. Confesso que nunca tinha ouvido falar do Lot, mas agora fiquei morrendo de vontade de conhecer! Quando morei aí eu sempre preferi conhecer melhor a França do que viajar por um monte de países, mas um ano foi pouco, porque tem muitas coisas legais mesmo para visitar que nunca nem imaginei. Ah, sobre a estátua feminina na igreja: vi a mesma em uma igreja em Isle sur la Sorgue, também no sul da FR, e ficamos pensando se seria Joana D'Arc e alguém disse que não, mas também não disse quem seria :/

Achei lindas as fotos, parece que você estava em outra época.

Mariana disse...

Eu adoro posts de viagem! Veja bem, se tu não tivesse publicado esse, jamais pensaria que o Lot fosse tão interessante! Em setembro também vamos encarar um camping, la perto de La Rochelle... vamos ver se a gente se integra na não-diversidade!
bjus!

Ju disse...

Amanda, por favor, por favor, por favor, continua fazendo posts de viagem. Amei muito seus dois últimos posts, e as fotos deste estão de tirar o fôlego! :)

Espero poder conhecer a França um dia... Lot e a Alzácia são dois lugares que eu morro de vontade de conhecer e me dão vontade de chorar de tão lindos!!!

Um beijo enorme e ótima viagem!

Maite disse...

Adooorei!
Muito lindo!
Muito lindaaaaa!!!! Ate com uma lesma na mao ;)
Beijo!

disse...

Eu amo posts de viagem! Os pais de um grande amigo nosso moram no Lot (nao sei em qual cidade). Eles vivem chamando a gente para ir la mas nunca fomos. Nao pq nao achavamos q nao era legal, mas como é meio longe de paris, tem q planejar alguns dias de viagem. Se eu ja tinha vontade de ir antes, fiquei com mais vontade ainda!

Luiz Ferreira disse...

Amandinha, conclui que Deus é FrancoBrasileiro depois que conheci o sul da França. Sem exageiros, este pais é realmente abençoado por Deus e tenho dificuldades para entender o que leva um frances a morar no Brasil. Bejao e boa viagem !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...