quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Provence, a perfumada




Se eu tivesse que escolher um adjetivo pra descrever minha primeira impressão da Provence, eu com certeza diria perfumada. Não passamos por nenhum campo de lavanda que faz a fama da região, não sei se não é a época ou se eles ficam mais acima das montanhas, passamos apenas por algumas que brotavam no mato mesmo, assim como diversas outras flores. E o cheiro, que coisa mais incrível. Não quero nem imaginar como é na primavera. Parece que jogaram perfume no mato, e perfumes diferentes, pois os cheiros mudavam. Eu abria a janela do carro, fechava os olhos e respirava aquele perfume do campo.

Mas antes de chegar na Provence, passamos pra ver a Pont du Gart, que fica entre Nimes e Avignon. É o maior arqueoduto construído pelos romanos há alguns milhares de anos e ainda de pé. O Lonely Planet dizia que a entrada era gratuita, mas tínhamos que pagar 5 euros de estacionamento. Porra, LP! Era 15 euros! (lembrei de você, Dé). Ficamos um pouquinho decepcionados com a ponte. Ela é impressionante e tal, bonitona mesmo, mas a ponte faz tanto parte da paisagem que achei meio desonesto ter que pagar para vê-la. Era tudo organizado demais, mas não era um parque de atrações, poxa. Parecia até desrespeito com a ponte.

Depois passamos na primeira cidadezinha da Provence e confesso que também fiquei um pouquinho decepcionada. Não achei muito bonito e só ficava repetindo "prefiro o Lot, prefiro o Lot". Nem saimos do carro. No dia seguinte fomos fazer uma trilha na montanha de Sainte-Victoire. Achei o percurso complicado, mal sabia o que me esperava no dia seguinte. Na volta passamos por dois meninos pedindo carona e paramos. Eles iam pra Aix-en-Provence a 12km e nosso camping ficava a 4km. Subiram mesmo assim pra fazer parte do caminho. Nós já tínhamos programado de ir à Aix à tarde, então tomamos banho, trocamos de roupa. E 1h mais tarde saímos de carro novamente. 500m mais à frente, quem a gente cruza? Os meninos andando pela estrada. Eles disseram que ninguém parou, então decidiram voltar andando! Sorte que nós os reconhecemos. Daí eles nos contaram que estavam sem dormir, pois subiram a montanha às 3h da manhã para ver o nascer do sol. Eram estudantes de antropologia.

Minha primeira impressão de Aix também não foi das melhores, mas a essa altura eu já estava de implicância com a Provence. Acontece que estávamos passeando pelo lado errado e quando fomos pro certo, fui sendo conquistada aos pouquinhos. Lá tem várias ruazinhas e praças fofas, um convite à um sorvete ou uma cerveja com o calor que estava fazendo. Encontrei a primeira brasileira desde que comecei a viajar.

Depois passamos por outras cidadezinhas mais bonitas pra tirar a impressão da primeira. As casas são quase sempre amarelas e é tudo muito bem cuidado. Era tudo lindo, mas continuo preferindo o Lot. O Lot é mais rústico, autêntico, é a França profunda; enquanto a Provence é mais delicada, com florezinhas em todos os lugares e grama bem aparada. Se fossem esportes, o Lot seria rugby e a Provence patinação no gelo. Putz, viajei, né?

Na terça fizemos um dos passeios mais legais até agora (se não o mais legal): os calanques. Mas eles merecem um post só pra eles. Já vale uma procurada no google, vai.







14 comentários:

disse...

Estou adorando te acompanhar!!! E agora morrendo de vontade de conhecer o Lot! Um beijo e boa peregrinação!! :D

Helena disse...

Tinha que ter comprado o guide du routard :P Eu sabia que tinha que pagar pra entrar na Pont du Gard porque tinha a ideia de ir lá no último verão, dei uma olhada no guide du routard, mas acabei não indo. Tô vendo que não perdi grande coisa.

Acho que a Provence povoa muitos imaginários com seus campos de lavanda, girassóis e coquelicot, assim como a Toscana, na Itália. O problema é que muitos destinos são tão badalados que acabam perdendo a autenticidade, aquela coisa de não encontrar nenhum turista, etc, lá é quase impossível. Mas tem muitas coisas legais ainda não tão turísticas para fazer! Eu queria morar lá de novo só para ter mais tempo para desbravar esses lugares... quem sabe um dia eu volto :)

Vou aguardar os posts e tuas impressões dos calanques, um dos lugares que mais amo nesse planeta! Lá sim se pode sentir muitos odores, todas aquelas plantas aromáticas thym, romarin, fenouil & cia, tudo isso ao som do canto das cigarras e de uma paisagem incrível. Amanda viaja e nos faz viajar junto :D

Tina Lopes disse...

Tô amando, mais, mais!

disse...

Lonely Planet: buuuuuu!
Routard: êêêêêe!

Ja' fui 2x na Pont du Gard, mas nao lembrava q tinha que pagar tão caro! Faz um tempao. O rio estava seco ou é so' impressao da foto?

Eu achei lindo demais, bem impressionante e quando fui nao tinha quase ninguém, fizemos picnic na beira do rio e umas trilhas para pegar a ponte de outro angulo. Mas é verdade que é tudo meio arrumadinho, lojinha de souvenirs, parece meio Disney, né? Isso quebra um pouco do encanto com certeza.

Amanda, vc foi no Lac de Sainte Croix et gorges do Verdon?

disse...

Ah sim... as calanques... so' digo uma coisa: UAU!

Helena disse...

Bah, Dé, as Gorges du Verdon são uma ótima pedida! O melhor ainda é fazer toda a Route Napoléon, saindo de Antibes até chegar lá. São estradinhas minúsculas, na beira de penhascos, com vilarejos meio perdidinhos e quase ninguém no caminho (tá, eu fiz em junho, não era ainda tão verãozão). E depois de passear de caiaque pelo canyon, jantar em Moustiers-Sainte-Marie e voltar pro camping para admirar um céu super estrelado. Tá, vou parar de lembrar dessas viagens e me concentrar aqui no trabalho porque minhas próximas férias ainda estão longes :(

Amanda disse...

De, gorges du verdon esta no roteiro, mas esse lac ai nao, vou procurar! Vc ja foi?

Estou adorando os comentarios! So nao da pra responder. . . :/

disse...

Se vc vai na gorges do verdon, é quase certo que vai passar pelo Lac de Sainte Croix. Aqui vai uma fotinho so' pra te dar agua na boca:

http://3.bp.blogspot.com/-8VCavcxz9Ys/TV7xkpJ81oI/AAAAAAAASDA/o3TUO0U38tU/s1600/DSC07257.JPG

Helena disse...

Amanda, as gorges terminam no Lac :)
Vale a pena ir! Ali perto é que tem um monte de campos de lavanda, mas, infelizmente, eles duram poucas semanas durante o verão, talvez já não estejam mais no auge. A primeira vez que fui nas Gorges, saí de Antibes, passei por Grasse, Castellane até chegar lá. A cidade de Moustiers-Sainte-Marie fica do lado do lago. Na segunda vez, fui saindo de Aix, passando por algumas cidadezinhas, como Allemagne-en-Provence até chegar ao lac (daí, você não passa pelos gorges, mas pode seguir adiante depois). Nesse caminho, você pode passar em Valensole, que é a capital da lavanda :) Se der sorte e eles ainda estiverem floridos, vai ver muitos campos roxos e outros vermelhos de coquelicot :)

Helena disse...

Só cuida se tu for fazer caiaque nas gorges! Se tiver vento, não te arrisca. Na vez que fomos a gente entrou no cânion de caiaque, mas tinha muito vento, foi horrível para sair, a gente remava, remava e não conseguia sair do lugar. Pra piorar o desespero, vimos um pai com duas crianças pequenas agarrado numa pedra, sem conseguir sair e se segurando para não entrar mais ainda no cânion. Ninguém ajudava ele, a gente (eu e maridón) paramos pra tentar socorrê-los, ele se segurou na gente e tentamos puxá-los. Nunca fiz tanta força na minha vida, acho que era muito medo de morrer. Quando, enfim, saímos de lá, eu tremia e o cara também. Ele veio nos agradecer em inglês, era um tcheco com seus dois filhos. Resumindo: se tiver vento, não se arrisque :)

Rita disse...

Quando eu for, vou com os posts da Amanda e os comentários da Helena em mãos. :-)

Show, Amanda, show (adorei a ponte).

Beijos
Rita

caso.me.esqueçam disse...

"Se fossem esportes, o Lot seria rugby e a Provence patinação no gelo" hahaha agora entendi.

rapaz, todo mundo conhece esses lugares menos eu? assim nao pode, assim nao dah! mas tbm gostei mais de lot, viu hhihihi mas tu vai escrever mesmo sobre as calanques (eh assim?). depois do comentario de helena, fiquei curiosa!

Mariana disse...

Nada Luci, eu também não conheço naaadaaaa!!! Eu sou daquelas que so "ouve falar"!!! hehhe!

Amanda, ta dando muita vontade de seguir a tua trilha!!!

bjus!

A. disse...

Sempre acompanho o blog, mas nunca comentei. Eu sou suspeita para falar da Provence, pois desde que vim morar em aix caí de amores pela região. bjus boas férias

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...