segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Moi, mon papa, il est président

"Na França, o que conta para ter sucesso não é ser bem-nascido, mas estudar e trabalhar duro". Essa declaração do presidente francês Nicolas Sarkozy sobre a reforma da educação não caiu em boa hora, apesar de ter sido proposital. A grande polêmica do momento no pais é a indicação de seu filho, Jean Sarkozy, para a presidência do EPAD, estabelecimento publico que administra a area de negocios mais importante da Europa, o quartier de La Défense.
De acordo com uma pesquisa de opinião publicada do jornal Le Parisien, cerca de dois terços dos franceses são contra a eleição de Jean Sarkozy. Mesmo os apoiadores do presidente não gostaram da idéia: somente 32% dos eleitores da direita afirmaram que a posse do jovem seria uma boa coisa. Os politicos do partido de Sarkozy (o pai) estão passando por maus momentos tentando defender a candidatura de Sarkozy (o filho) e deixam transparecer seu mal-estar e sua falta de motivação para cumprir a tarefa. O argumento mais eficaz, e mesmo assim facilmente debativel, foi feito pelo porta-voz do governo e ministro da Educação, Luc Chatel, que perguntou durante uma entrevista "O que vocês querem? Proibir a eleição de um candidato por causa de sua origem social e do seu nome? Isso é coerente com a Republica?". Essa defesa funcionaria bem se o candidato em questão tivesse os requisitos necessarios para assumir um cargo alta importância. Mas Jean Sarkozy não tem.

Um popular programa satirico francês resumiu bem a situação exibindo o percurso profissional do jovem: "Em 1986 nasceu Jean Sarkozy". Ponto. Com 23 anos, o herdeiro esta no segundo ano da facudade de direito, depois de ter repetido de ano. A falta de experiência também não é um ponto positivo. O que justicaria uma candidatura precoce então? Em entrevista, Jean Sarkozy nega que seu nome tenha aberto portas, muito pelo contrario. O jovem alega que portar seu sobrenome so deixa as coisas mais dificeis, como provam os "violentos ataques pessoais" dos quais tem sido vitima. Para sua rapida ascenção profissional, ele tem uma resposta melhor: sua paixão pela politica.
A noticia vem sendo tratada pela midia mundial como uma piada. Digna de uma république bananière, como os franceses chamam certas nações onde todos os absurdos politicos podem acontecer. O jornal inglês The Guardian evoca um novo caso de nepotismo e fala em "dinastia Sarkozy". Na Italia, o Corriere de la Serra trata o filho do presidente francês de "Sarkozy II, o jovem". Um apresentador de um telejornal alemão não resistiu e riu enquanto transmitia a noticia.

A eleição sera em dezembro e Jean Sarkozy fara prova de determinação se conseguir resistir a toda essa pressão e manter sua candidatura. Até la os franceses vão esgotar seu estoque de criatividade para protestar, especialmente na Internet. Algumas mostras ja foram dadas, como os quatro jovens que tentaram pedir a Nicolas Sarkozy um processo de adoção para serem filhos do presidente. Se Jean Sarkozy resistir a toda essa ridicularização, pelo menos vai provar que esta pronto para entrar na vida politica da França.

Atualizaçao: Jean Sarkozy abandonou sua candidatura.
___________________
 
**** A partir de agora também vou escrever textos mais jornalisticos no blog. Espero que gostem!

11 comentários:

Mariana disse...

hahahha - essa polêmica ta unindo esquerda e muitos da direita mesmo!
Visse a capa da Marianne? Sinceramente, o papa-président so expôs o proprio filho à ridicularização politica com essa jogada pra la de besta... mas acho que o apelidinho do menino deveria ser : Sarkozy II - o belo, vamo combinar que ele da um caldo, né gente! Ele que esqueça essa carreira e va ser modelo!! Muito mais sucesso pela frente!!! hehehhehe

Neide disse...

Essa situação eu nunca vi no Brasil! é de uma pouca vergonha!!!

Raiza disse...

Adorei o texto!
"Sarkozy II, o jovem" - Rachei de rir ahauahau.
Será que a França vai virar um novo Brasil? :p
Espero que não.
Obs:Como falaram aí em cima,pelo menos o garoto dá um caldo (6)

luci disse...

que coincidencia: eu TAMBEM ri. que barato! mas eu tive pena dele, sabe, tipo assim, coitado, sobre muita pressao e preconceito por ser filho do presidente da frança. deve ser terrivel essa vida, dura mesmo...

quantos aos textos jornalisticos, adoreeeeeeeei a ideia! quase nao tenho conectado e me sinto uma idiota quando vejo o tanto de coisa que aconteceu no mundo e eu perdi. soube por um scrap que o brasil tinha ganho a parada la das olimpiadas. e, por falar nisso, sei que ta tarde, mas tu nao quer dar duas palavrinhas sobre o assunto nao? qual eh tua opiniao sobre o caso?

=***

Destilando disse...

O nepotismo tá virando tendência mundial, menina! Deixou há muito tempo de ser privilégio político tupiniquim...

Será que o Sarney vai ficar com ciúmes? Será que o Lula vai se prontificar pra defender Sarkozy pai e filho dizendo que eles não são 'pessoas comuns'??

Aguardo os próximos capítulos dessa comédia no melhor estilo besteirol francês!!

Um beijãozão e muitas saudades!

asnalfa disse...

Eu quero que o Sarko seja meu sogro!!! Ai ai!
Mas a Lola é a favor do nepotismo. Podem perguntar pra ela.
Mas eu sou contra. Se ele fizer uma prova e mostrar suas capacidades, entao sou a favor.
E eu pensava que aqui no Brasil nepotismo fosse crime...... (claro que estou sendo ironico!!!)

Amanda disse...

Mariana, essa de Sarkozy - o belo foi boa!! So pra isso que ele serve mesmo!

Neide, acho que no Brasil a gente ja ta acostumado com tanta tramoia que ia ser so mais uma. Aqui na França é o cumulo do absurdo.

Raiza, vai dizer que vc não prefere "o belo" tbm? Ahahaha!

Luci, pois é não entendo como ele pode inverter a situação! Ta, se ele não fosse filho do presidente ninguém ia reclamar dele, mas ele não seria candidato antes de tudo, ora bolas! Quanto às olimpiadas, é um tema que da um caldo, tanto que talvez eu faça minha segunda dissertação sobre isso!

Tati, vi um cara falando na tv que esse pessoal do topo da pirâmide perde a noção da realidade e acham que podem tudo, que estão acima do bem ou do mal. Eh quase uma doença! Internem os Sarkozys!

Asnalfa, tbm acho. Não da pra negar o cargo so pq ele é filho do cara, vai que "o belo" seja bom tbm? Mas o que tudo indica é que ele é um zero à esquerda! Ai não da, ne?

lola aronovich disse...

Amanda, tinha lido esse seu post ontem. Gostei muito. Eu nem sabia de nada disso sobre o filho do Sarkozy... Ri quando vc mencionou a extensa biografia do menino.
Mas sabe, não tinha lido o comentário do Asnalfa. Pô, Asn, que coisa feia! Ficar me caluniando nos comentários de outros blogs... Se a Amanda tivesse escrito um post falando sobre o meu blog, vá lá, acho que vc podia deixar um comentário me insultando. Mas num post que não tem absolutamente nada a ver comigo? E ainda fica mandando email pra mim toda semana pedindo pra comentar tal e tal matéria!
Desde quando eu sou a favor do nepotismo? Vamulá, é porque eu (e 65% da população) é eleitora do Lula, né? Eu sou contra contratação de parentes no serviço público e no privado. Aliás, acho altamente incoerente ser contra nepotismo no governo e achar uma maravilha que o dono de uma empresa particular coloque lá todos os seus filhos. Como é o índice? 80% das empresas privadas brasileiras são "familiares"? Sabe o que isso quer dizer, não? Que lá trabalha toda a família.
Eu passei num concurso para professora universitária na UFC, e um documento entre as dezenas de certificados que preciso entregar é algo dizendo que não tenho parentesco com ninguém da prefeitura de Fortaleza. Algo assim, provando que não haveria nepotismo na minha contratação. De algum modo isso me parece muito mais transparente que contratações em empresas particulares...
Amanda, obrigada por me avisar. E poste textos mais jornalísticos. Vc é minha correspondente estrangeira em Paris!

asnalfa disse...

Desculpa Lola. Jamais quis insultar vc. Sequer caluniar. Acontece que eu pensava que vc era a favor disso. Mas pelo visto eu me enganei.
Sorry e kissess!

Mariana disse...

AMANDA!!! vc viu que ele foi eleito??? Imagina, claro que viu! e provavelmente ja ficou sabendo também, ao mesmo tempo, que o espertinho renunciou...hehe
ele nem é tão nul quanto se pensava!
bjuus!

brunopettinelli disse...

Esse blog tá muito feminino.. não entendi essa do caldo. Então, joga ele no água quente. rs.
Mas acredito que ele ainda volte em outro escandalo.. nesse não deu, ia ser queimar se mantivesse a cadidatura. Pelo menos aqui no Brasil o tempo sara todos os pecados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...