sábado, 24 de outubro de 2009

Passagem de ida para Cabul

O governo francês realizou na ultima quarta-feira uma operação conjunta com a Inglaterra para expulsar refugiados afegãos. A França enviou de volta três refugiados e a Inglaterra, 24, em um avião fretado especialmente para esse fim. A medida revoltou boa parte da opinião publica francesa, que considera que a medida desobedece a constituição dos direitos humanos, que proibe a deportação de refugiados que correm riscos em seu pais de origem, especialmente em um pais em guerra. O governo francês alega que eles não foram enviados para suas regiões de origem e que na capital Cabul, por exemplo, estariam seguros. A oposição rebate dizendo que "estar seguro" no Afeganistão é não estar no lugar errado, na hora errada, devido ao grande numero de explosões e ataques suicidas, principalmente na capital.

O governo francês parece se contradizer. Basta acessar o site do ministério de Relações Exteriores e ler o que dizem sobre o Afeganistão: "A situação da segurança é ruim. Os atentados suicidas são cada vez mais frequentes, assim como os atentados com explosivos telecomandados. A criminalidade, ligada principalmente com a produção de opio e com o narcotrafico, aumenta. Sequestros de ocidentais e afegãos para troca de prisioneiros Talibans se multiplicam. Os assassinatos de pessoas sequestradas e as vitimas de atentados não param de aumentar". O discurso se modifica de acordo com os interesses: quando se justifica a presença militar francesa no Afeganistão, o pais esta mergulhado no caos e a violência é constante; quando se explica porquê mandaram de volta refugiados de um pais em guerra, é conveniente dizer que o lugar não esta tão mal assim.

A opinião publica francesa é contra a expulsão. Segundo uma pesquisa publicada no jornal Le Parisien, 44% se dizem contra a medida, 36% se dizem favoraveis e 20% não tem opinião.

Se na França o renvio dos refugiados gera polêmica, na Inglaterra é coisa corriqueira. So no ano passado 3840 afegãos foram expulsos do pais, sem muita balburdia. Neste ultimo caso, os unicos jornais que falaram sobre o assunto, o fizeram por motivos menos humanitarios que os franceses: associações de contribuintes chamaram atenção para o custo da operação: 220 mil euros. A midia mais conservadora ainda deu um puxão de orelha na França por expulsar "apenas" três afegãos. Além disso, os refugiados da França contaram com um maior apoio do que aqueles vindos da Inglaterra. Os três sob responsabilidade francesa receberam 2 mil euros na sua chegada ao Afeganistão para ajudar a recomeçar a vida e contam com o apoio do consulado francês em Cabul. Enquanto não tem lugar para ficar, eles dormem em um hotel. Ja os refugiados vindos da Inglaterra têm que se contentar com 200 euros e um goodbye no aeroporto.

5 comentários:

Suzana disse...

Olá, Amanda.
Tudo bem?
Eu me chamo Suzana, tenho 24 anos e acompanho seu blog há um tempo, apesar de nunca ter comentado nada. O seu, o da Luci, o Le Croissant e todos os da companhia! O motivo? Vim morar na França há pouco mais de um mês. Estou em Nancy, estudando em Nancy 2 e por aqui devo ficar, no mínimo, pelos próximos 3 anos.
Escrevo, porque me surgiu uma dúvida que não estou conseguindo resolver sozinha (se não, manteria meu posto de leitora anônima!) e suponho que vc, já morando aqui há um tempo, saiba talvez como me ajudar.
Aos fatos: uma amiga minha virá me visitar no final de dezembro e, logicamente, ela ficará aqui em casa (alugo um apartamento de um proprietário particular). No entanto, estou meio perdida com relação à Attestation d'accueil que, pelo que entendi, é preciso emitir junto à Prefeitura. A minha dúvida é: você já recebeu algum parente / amigo na sua casa? Você sabe quais são as formalidades de entrada? Porque minha amiga não terá feito reserva em nenhum hotel e terá apenas uma passagem de volta como prova de que volta realmente ao Brasil. Só que ela precisa ter um teto aqui na França e, como minhas duas vindas à França foram com visto (morei em Lyon em 2007 por 6 meses), não sei quais são as formalidades de entrada pra um turista comum que venha a passeio e pra visita de conhecidos / familiares.
Será que você saberia e poderia me explicar?
Se você quiser, meu e-mail é suzanacorreabarbosa@gmail.com e ficaria extremamente grata!

Sobre o blog, fico fascinada pela forma como a gente percebe as outras culturas com outra ótica e me identifico muito. Quando morei em Lyon, cheguei aqui crua e falando muito pouco francês, então, dei todos os murros em ponta de faca que pude dar até me entender relativamente bem com os franceses.
Leio por isso: por identificação pura e simples!

Até mais,
Suzana.

luci disse...

é foda, amanda. tou participando de um debate na comunidade de brasileiros na frança sobre a questao dos arabes na frança. tem opiniao de todo tipo, inclusive de gente dizendo "por que os arabes ficam aqui se nao conseguem se adaptar? poxa, eu mesma consegui me adaptar, mesmo a agua sendo diferente, mesmo as vestimentas sendo diferentes". velho, a pessoa nao sabe se ri ou se chora. desde quando a porra da agua eh uma barreira à adaptacao francesa? desde quando a porra da roupa eh uma barreira na adaptacao francesa? ah, eh porque no brasil você usava biquini, e aqui você nao usa? uau! na hora de criticar os arabes, de mandar eles se estourarem no pais deles porque eles nao conseguem se adaptar, eh facil. como voce pode ver, eu fico puta com essas coisas!

asnalfa disse...

Sarkô tá certo. Tem mais é que expulsar esse imigrantes ilegais. Pq eles nao enviam esse povinho pros EUA? Foram eles que começaram a ocupação.

osmar disse...

Inglaterra é estranha. Tenho uma amiga que toda vez que queria passar ferias de natal ou carnaval no Rio, pegava o passaporte brasileiro sem visto europeu e ia de balsa da França para Inglaterra.
Chegando la, ia para o Healtrow e abordava o primeiro policial, dizendo que era turista e queria ficar trabalhando no pais. Cara...em menos de um dia, ela ja estava no Rio sambando! Fez isso umas 12 vezes...

Bel Butcher disse...

Putz, não posso ler essas coisas às vésperas do meu rdv com a préfecture de police...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...