terça-feira, 30 de novembro de 2010

O casaco mais feio do mundo

Acho que ja reclamei do frio pra todo mundo, então vocês ja sabem que em Paris esta um frio do cão! Amanhã a previsão é maxima de -3° e estou deprimida demais pra falar a minima. Nesse contexto de catastrofe (ainda não entendi porque não decretam logo estado de calamidade publica) eu tive que sair da minha casinha confortavel e quente para, argh, ir trabalhar. Tenho um casaco preferido pra ficar em casa. Ele é fofo, confortavel, cheiroso, macio, quentinho e tão largo que às vezes, em caso de frio extremo como janela aberta pra circular o ar, eu dobro as pernas, enfio o casaco por cima delas e fico em bolinha até tudo voltar ao normal. Esse casaco seria perfeito para usar no dia a dia contra o frio a não ser por um motivo: ele é muito, mas muito feio.

Pra começar, digo que ele é meu, mas na verdade é do cheri, eu que me apossei. Então ele é grande demais pra mim. Depois que as cores são muito anos 80, sabe aqueles coloridões? Pois é. Agoram vejam o meu dilema: sair quentinha, mas muito desconjuntada ou passar um pouco de frio mas não destruir a retina dos passantes? Pois eu tenho saido com ele, mas debaixo do meu casacão longo que so tiro quando chego na casa das crianças que tomo conta. Mas nem quero falar da expressão de terror das mães quando vêem tamanha afronta à civilidade dentro de suas proprias casas.

Dai que hoje estava indo trabalhar, andando o mais rapido possivel por causa do frio. Mãos congelando porque não achei a outra luva, duas calças, casaquinho quente, estava xingando essa cidade fria e todos os seus habitantes, até que parei em frente a uma loja e vi um cenario de filme. A vitrine tinha varios quadros, desenhos, pinturas e dentro dela vi um cara lindo desenhando, concentrado no seu trabalho, rodeado de livros, pinceis, tintas, lapis e um labrador caramelo maravilhoso deitado na frente da mesa dele. O cara parecia tão feliz, tão realizado, um sorriso lindo, num ateliê que parecia tão quentinho e confortavel em contraste com a rua fria. Acho que vi até uma lareira. Parecia tudo tão irreal, sera que existe mesmo alguém feliz no trabalho, sera que não é mito? Sera mesmo que alguém pode trabalhar com seu cachorro? E fiquei ali parada admirando a cena por alguns minutos, agradecendo mentalmente o cara por não ser egoista e não ter se trancado num quarto com muros, até que o cachorro me viu, saiu correndo na minha direção e ficou chorando na porta. O dono me viu, sorriu, se levantou, abriu a porta e o cachorro me trouxe um ursinho de pelucia pra brincar com ele. Foi ai que vi seu casaco horrendo (ou medonho, como diz minha mãe), quase tão desengonçado quanto o meu. O cara, muito simpatico, me explicou que ali era um ateliê de arquitetura e eu respondi que seu cachorro era muito fofo e fui embora. Fiquei com a impressão que podia ser o inicio de uma historia de amor, mas com a protagonista errada, uma vez que eu ja encontrei o cheri da minha vida e não o troco por nada nesse mundo, nem por um labrador. Então meninas, quem quiser eu dou endereço, porque acho muito desperdicio um cenario daqueles sem nenhum friozinho na barriga. E nesse frio todo mundo merece ter alguém pra esquentar os pézinhos na hora de dormir, mesmo que seja pra terminar tudo no primeiro desabrochar de flores. Pelo menos pra isso o frio tem que servir! So não esqueça de vestir o casaco mais feio que tiver no seu armario.

15 comentários:

Caso me esqueçam disse...

se ele for gay, vou apresentar camilo a ele...

camilo = mendigo.

ele nao tah nem aih pra roupa. eh todo furado, amassado, rasgado... tem roupas de quando ele tinha 15 anos etc. seu lema: "o importante eh o conforto". ontem ele vestiu uma blusa feiosa e disse "essa eh pra tu, amor", porque eu ja tinha dito a ele que, se ele nao usasse aquela blusa nesse inverno, eu jogaria fora. o tiro saiu pela culatra: achei que ele fosse esquecer de usa-la, mas... :/

o bom eh que eu me sinto a vontade de fazer o mesmo. eu pareço um mendiguinho em casa. formamos um casal muito bonito com nossas roupas desbotadas :D

nao se reprima, amanda, use seu casaco! (menos quando vier aqui em casa, eu nao sou obrigada a estar em contato com o mal gosto). beijos, me liga!

disse...

Esse frio ta' de matar. Tô usando o Rafael doentinho como desculpa (pior é que é verdade) para não precisar colocar o pé na rua. A sorte é que estou sem projeto essa semana, entao posso "trabalhar" de casa, hehe... Trabalhar em consultoria tem que ter alguma vantagem, né?

Ainda bem que so' faltam 8 dias e 16 horas e 40 minutos para eu morrer de calor (nem deu para perceber que comecei a contagem regressiva).

Helena disse...

Amanda, que bonito! Mesmo que não seja para encontrar um grande amor, essa história é bonita de ser vivida :) O encontro dos dois casacos mais feios do mundo! Poderiam ficar amigos, quem sabe?
Ficou faltando uma foto do casaco!
Beijos e bonne chance com o frio! brbrbrbr

Borboletas nos Olhos disse...

Que lindo isso de ter um casaco horroroso! E que pena que Paris fica tão longe daqui, bem que eu podia tentar me apaixonar por um cara fofo que fica a vontade pra usar o confortável no lugar do previsível. Mas, né, meu coração de pedra está destinado à solidão, aos livros, discos e filmes e nada mais...
Bjs

Rita disse...

Aaaahhh, Paris. *suspiro*

:-)

(Me trasportei, tá? Antes do Anoitecer feelings)

Bj.

isabela disse...

"e fico em bolinha até tudo voltar ao normal." owwww, que coisa mais fofa!
eu quero esse francês!
xx

Patrícia disse...

Oh, meu Deus se estivesse em Paris faria questão que me desse o endereço, pois o francês da minha vida parece q tá me enrolando rrss
Quanto ao casaco, tenho um bem feinho aqui em casa rrs

Beijos p vc Amanda!

mãe disse...

Ah, quando eu voltar a Paris, ano que vem, vou querer esse casaco emprestado, mesmo que seja pra enfrentar o calor desse verão daí, que é o período que vou sempre. Quem sabe volto com um francês? Ou será que fico? Se nada disso der certo, pego o casaco pra usar aqui no Rio, já que a sorte está no casaco.
Beijos

Borboletas nos Olhos disse...

Amanda estamos mais do que combinadas (salvamento nunca foi minha especialidade, mas deste tipi até que arrisco), mas preciso de umas dicas pra - como diria o lobo mau - indicar melhor:
- me diz dois romances/novelas que você gostou
- você lê em inglês ou só em português/francês?
-dos clássicos você já viu muito (pra eu não indicar repetido).

Bjs (será o post de mais tarde, rsrsr)

Ana Duarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Duarte disse...

Oh Amanda me passa o endereço deste lugar? nao é pra mim nao, pois sou muito bem casada kkkk Mas tenho uma amiga por aqui que adoraria vestir este casaco! :-) Bjao Querida e força pra nos, porque o frio esta de matar né?

Ana Duarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Duarte disse...

PS: os comentarios excluidos sao meus! na verdade cliquei varias vezes e acabei publicando varios comentarios iguais!! aff, foi mal!
Ah e passa la blog, até que enfim resolvi voltar a escrever! Bjos de novo

Borboletas nos Olhos disse...

Querida, já está no blog: http://borboletasnosolhos.blogspot.com/2010/12/eu-disse-aqui-que-ler-era-uma-delicia.html
e, claro, já tem palavras no seu mail. Beijos

Joana Faria disse...

Nossa, primeira vez que eu venho aqui e oque acontece? Me deparo de frente com o seu casaco feio!
Mas ele me fez sorrir e afinal nem é tão feio assim, vai... Você exagerou um pouco.
Adorei o post. Vou olhar mais...

Beijos de Lisboa (que também está gelada!)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...